LIFO e FIFO LIFO e FIFO são siglas que geralmente representam, respectivamente, "last in, first out" e "first in, first out", que significam “último que entra e último que sai” e “primeiro que entra e primeiro que sai”. Ambos os termos são utilizados em uma ampla variedade de situações no campo de armazenagem e logística para determinar a ordem em que algo irá ser manuseado, carregado, descarregado, ou como uma bagagem é colocada dentro ou removido de um compartimento de armazenamento. Um ou ambos os termos têm um significado especial nas áreas de controle de estoque, contabilidade, entre outros.

Controle de Estoque

A empresa que opera no princípio FIFO tem uma política de mostrar e vender o estoque antigo antes de vender as mercadorias recentemente adquiridas ou produzidas. Essas políticas fazem sentido quando uma empresa vende alimentos frescos ou itens que podem ficar fora de moda. Supermercados, por exemplo, muitas vezes, investem em seus próprios frigoríficos, o que torna mais fácil passar à frente os itens de estoque, dispondo os produtos mais antigos para a frente onde os clientes são mais propensos a ver e comprá-los. Ao girar o estoque, desta forma, é mais provável que haverá menos desperdício de estoques.

LIFO e FIFO na Contabilidade

Na contabilidade de custos, LIFO e FIFO são duas formas diferentes de valorização de estoque de uma empresa. Esta avaliação é fundamental para determinar o passivo fiscal de uma companhia. É também importante para que os investidores compreendam como contadores determinam o valor do inventário de uma empresa, mas, em alguns casos, o método pode ser usado para aumentar ou diminuir lucros reportados por uma companhia. Os investidores podem usar essas informações para tomar suas próprias decisões sobre as perspectivas de um empreendimento.

Método de LIFO e FIFO na armazenagem

                                                                Método de LIFO e FIFO na armazenagem

Ao usar o método FIFO, um contador baseia sua avaliação no pressuposto de que os primeiros bens vendidos foram os primeiros bens que uma empresa comprou ou criou para revenda. Isso nem sempre é o caso, no entanto, e algumas empresas podem estocar o inventário que contém itens novos e antigos. Como o custo de produzir bens por vezes se eleva ao longo do tempo, as empresas avaliadas de acordo com este método serão mais rentáveis, pelo menos no papel, porque o preço de venda das mercadorias pode ser significativamente superior ao seu valor de inventário.
-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

A estratégia LIFO em contabilidade de custos, por outro lado, leva em conta os valores de estoque, assumindo que as mercadorias produzidas por último são os primeiros bens a serem vendidos. Algumas empresas não utilizam qualquer método na avaliação do valor de seus estoques, porém, podem basear o valor do custo médio dos itens. Os contabilistas adicionam o custo real de cada item em conjunto, e depois dividir pelo número de itens em estoque. O contador atribui este valor para cada item e o adiciona em conjunto para determinar o valor do estoque de uma empresa.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Armazenagem & Logística
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Armazenagem & Logística