O espanhol Joaquín Salazar assumiu a presidência da Aços Villares, maior fabricante de cilindros de laminação e de aços especiais para construção mecânica da América Latina.

O executivo, de 54 anos, assume o comando da siderúrgica no lugar de Jose María Montero, que ocupou o cargo desde agosto do ano 2000, quando o controle acionário da empresa foi transferido para o grupo espanhol Sidenor. Montero voltou a ocupar a presidência do conselho da Aços Villares.

A companhia obteve um lucro líquido de R$ 239 milhões no ano passado, um montante 57% superior aos R$ 152 milhões apurados no exercício de 2003. A receita líquida da empresa cresceu 4% e alcançou R$ 1,716 bilhão.

Cerca de 85% dos aços especiais não planos (para construção mecânica) fabricados pela Aços Villares são vendidos para a indústria de autopeças e automotiva. Os produtos acabados são usados para a fabricação de suspensões, motores, transmissões, caminhões, ônibus e tratores. A empresa recebeu investimento de R$ 450 milhões (entre 2000 e 2004), sobretudo para aumentar a capacidade de produção da empresa, que cresceu 40% desde o ano de 2001 e atingiu 700 mil toneladas anuais.

Autor(es): Gazeta Mercantil

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas