Soldagem por arco submersoNa soldagem por arco submerso, também conhecida como arco oculto, fusão submersa ou sub-arco, se forma o arco entre um elétrodo de metal e a peça de trabalho sob um cobertor de fluxo granular. A ação de soldagem ocorre sob a camada de fluxo, sem qualquer arco visível, respingos, fumaça ou flash de luz. Aqui, o arco de soldagem é protegido por fluxo granular, que consiste em sílica, cal, óxido de manganês, fluoreto de cálcio e outros elementos.

O fio de enchimento utilizado pode ser liso ou ligeiramente revestido de cobre. O elétrodo consumível é uma bobina de fio redondo nua de 1,5-10 mm de diâmetro.

A ação de soldadura pode ser iniciada através da introdução de uma peça de alta resistência de material condutor como a lã de aço ou carbono entre o elétrodo e a peça de trabalho. Uma vez que soldagem tenha sido iniciada, o calor intenso produzido pelo fluxo de corrente no percurso de alta resistência derrete um caminho de fluxo à volta do elétrodo, formando uma piscina condutora.

----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------


O material de enchimento fundido desloca o fluxo de líquido e se funde com o metal da base fundida, formando a solda. O revestimento de fluxo fundido sobre a piscina de metal fundido forma um cobertor que elimina as perdas de respingos e protege a junta soldada da oxidação.

Como resultado, o metal de solda fundida arrefece o fluxo de líquido e solidifica sob uma camada de fluxo não utilizado. O fluxo de fundido em solidificação forma uma camada de escória quebradiça, que pode ser facilmente removida. Além disso, o material de fluxo granular não utilizado pode ser recuperado e reutilizado.

Entre as características do processo de soldagem de arco submerso, estão: corrente elétrica de 300 a 2000ª, fonte de alimentação de 440 V e velocidade de 5m/minuto.

Fio de preenchimento da solda submersa pode ser revestido de cobre

Fio de preenchimento da solda submersa pode ser revestido de cobre

O processo de SAS proporciona uma produtividade muito elevada, depositando entre 4 e 10 vezes a quantidade de metal de solda por hora.

As vantagens desse método incluem:

  • Placas finas podem ser facilmente soldadas em uma passagem sem qualquer preparação da borda enquanto que apenas uma ligeira biselagem é necessária na maioria dos outros casos.
  • A qualidade da soldagem produzida por arco submerso é muito alta, com boa ductilidade e uniformidade de propriedades.
  • A técnica do arco submerso é mais adequada para a soldagem na posição para baixo ou plana, embora as soldaduras possam ser feitas sobre uma inclinação reta.
  • Materiais que se dão bem com esse processo incluem o aço de baixo carbono, aço carbono médio, aço resistente ao calor, aço resistente à corrosão, aços de elevada resistência e metais não ferrosos, tais como metal monel, níquel e outros.
  • Alta velocidade de execução, devido à utilização de altas correntes em um ou mais fios de elétrodos
  • O arco é oculto, permitindo ao operador trabalhar sem máscara e sem perturbar outras pessoas próximas

No entanto, existem algumas limitações para esse processo, como o fato de que ele só pode ser utilizado em ligas e não ligas de aço carbono, aço inoxidável e refratários, execução somente na horizontal (a não ser que sejam tomadas medidas especiais) e a impossibilidade de soldar uma chapa inferior a 1,8 mm de espessura (devido à sua elevada taxa de penetração) e peças de trabalho conjuntas de mais de 16 mm de espessura. As espessuras superiores a 16 mm requerem uma preparação especial (biselagem).

Entre seus usos, estão vasos de pressão para trabalhos pesados, engenharia offshore de petróleo e gás e construção naval.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Metal Mecânica
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Metal Mecânica