BMW A empresa automobilística BMW confirmou na última quinta-feira, 21, que está reconsiderando a formação de uma joint venture com a PSA Peugeot Citroen, da França, para montar os veículos híbridos, à luz de um acordo entre a Peugeot e a General Motors. "A aliança entre GM e PSA mudou as condições da joint venture", disse um porta-voz da BMW à agência de notícias AFP.

Ela destacou que as conversações entre a BMW e a Peugeot "pode resultar em uma mudança de acionistas" no empreendimento conhecido como BMW Peugeot Citroen de Eletrificação (BPCE), que é dividido igualmente entre as duas montadoras. "Algo tem que mudar", acrescentou o porta-voz. Um porta-voz da PSA disse à AFP: "A Peugeot e a BMW estão analisando as implicações da aliança conjunta com a GM sobre a empresa BPCE".

A indústria automobilística abrange o estabelecimento de alianças múltiplas, porque as montadoras têm de partilhar os custos de novas tecnologias para atender às mais rigorosas normas de emissões globais. Um porta-voz da BMW esclareceu à Dow Jones Newswires: "Vamos perseguir o negócio, independentemente das mudanças na PSA".

A General Motors concordou, em fevereiro, em comprar uma participação de 7% na PSA, de cerca de US $ 420 milhões, e as duas empresas esperam construir uma ampla aliança para reduzir custos de logística, compras e custos de desenvolvimento.
----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

Enquanto isso, a PSA e a BMW já investiram 100 milhões de euros (US $ 127 milhões) no BPCE, já como a BMW está sediada em Munique, ampliando em uma aliança anterior que havia sido criada para desenvolver motores a gasolina de pequeno porte.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas