Otimismo cresce na indústria japonesaOs grandes fabricantes ganharam mais confiança na economia do Japão, mas permanecem pessimistas em geral, observou uma pesquisa trimestral divulgada ontem pelo banco central do país.

O índice de confiança "Tankan" foi -1, ou seja, grandes fabricantes japoneses estão com baixas expectativas, mas o número é melhor do que em março, quando o mesmo levantamento apontou -4 no índice.

A pesquisa para os três meses até junho mostrou sua primeira melhoria em três quartos e foi melhor do que o esperado. O Banco do Japão previu -3 para o trimestre. E os especialistas haviam dito à agência de notícias Kyodo que esperavam que o índice permanecesse em -4.

----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

Exportadores japoneses têm sido cautelosos por causa da crise da dívida europeia e foram feridos pelos iene forte e a desaceleração do crescimento na Ásia. Há também fortes preocupações de que um plano para dobrar o imposto de consumo do Japão para 10% nos próximos três anos poderia parar o crescimento.

Mas os esforços de reconstrução após o terremoto e o tsunami do ano passado criaram algumas oportunidades para as empresas, particularmente nos setores de construção civil e serviços. Custos mais baratos de commodities também parecem estar ajudando o índice a ganhar terreno.

No setor não-industrial, que inclui empresas de construção, o índice melhorou em 3 pontos e foi a 8.

O Banco do Japão sondou 10.792 empresas em todo o país e cerca de 99% responderam.

O índice é uma percentagem das empresas com uma visão positiva em relação aos que vêem as condições desfavoráveis ​​à frente. Um número negativo significa que há mais empresas pessimistas do que os otimistas.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia