Origem do gás naturalO gás natural não é uma criação recente. Na verdade, a maior parte do gás natural que está debaixo da terra surgiu há milhões e milhões de anos. No entanto, apenas recentemente o homem descobriu os métodos para a obtenção deste gás, trazendo-o para a superfície e colocando-o em uso.

Antes que houvesse um entendimento do que era o gás natural, ele representava um mistério para o homem. Às vezes, raios inflamavam o gás natural que estava debaixo da crosta terrestre. Isso criava um fogo vindo da terra, queimando o gás natural conforme ele estava infiltrado fora do subsolo. Estes incêndios intrigaram as civilizações mais adiantadas e eram a raiz de muitos mitos e superstições.

Um dos mais famosos casos de chamas aconteceu na Grécia antiga, no monte Parnaso, em aproximadamente 1000 AC. Um pastor de cabras se deparou com o que parecia ser uma chama ardente em uma fenda de rocha. Os gregos, acreditando ser de origem divina, construíram um templo no local, que abrigava uma sacerdotisa que ficou conhecida como o Oráculo de Delfos. A ela, foram atribuídas diversas profecias supostamente inspiradas pela chama.

----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------


Esses fenômenos se repetiram nas religiões da Índia, Grécia e Pérsia. Sem conseguir explicar sua origem, eles foram muitas vezes considerados como divinos ou sobrenaturais. Em 500 AC, os chineses descobriram o potencial de usar esses incêndios para sua vantagem. Encontrando lugares onde o gás escoria para a superfície, formaram condutas em bambu bruto para transportar o gás, que passou a ser usado para ferver a água do mar, separando o sal e tornando-a potável.

A Grã-Bretanha foi o primeiro país a comercializar o uso de gás natural. Por volta de 1785, o gás natural produzido a partir de carvão foi utilizado para luz residencial, bem como nos postes.

Bico de Bunsen inovou a utilização do gás natural

Bico de Bunsen inovou a utilização do gás natural

A versão manufaturada do gás natural chegou à América nos Estados Unidos em 1816, usada para iluminar as ruas de Baltimore, no estado de Maryland. No entanto, este gás manufaturado era muito menos eficiente e menos ecológico que o gás natural moderno, que vem do subsolo.

Em sua forma natural, o gás foi descoberto e identificado na América por volta de 1626, quando exploradores franceses descobriram que os nativos inflamavam gases infiltrados em torno do lago Erie.

Durante a maior parte do século 19, o gás natural foi utilizado quase exclusivamente como uma fonte de luz. Sem uma infraestrutura de oleoduto, era difícil transportar o gás para muito longe para utilização para aquecimento ou cozimento. A maior parte do gás natural produzido nesta era foi fabricada a partir de carvão, ao invés de transportado a partir de um poço. Perto do final do século 19, as luzes de gás natural foram convertidas em energia elétrica. Isso levou os produtores de gás natural a procurar novos usos para o seu produto.

Em 1885, Robert Bunsen inventou o que hoje é conhecido como o bico de Bunsen. Ele conseguiu criar um dispositivo em que o gás natural, misturado com o ar nas proporções corretas, criava uma chama que poderia ser utilizada com segurança para cozinhar e aquecer. A invenção do bico de Bunsen abriu novas oportunidades para o uso do gás natural em todo o mundo. A invenção de dispositivos termostáticos permitiu uma melhor utilização do potencial de aquecimento de gás natural, permitindo que a temperatura da chama de ser ajustada e controlada.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás