Henry BessemerO processo de Bessemer é um método de produção de aço que recebeu o nome de seu inventor, o britânico Henry Bessemer. Durante o processo de Bessemer, comum no setor de metal mecânica, é injetado ar no aço fundido para remover o carbono e outras impurezas. Após o processo de Bessemer ser introduzido na década de 1850, o refino do aço e sua produção aumentaram substancialmente. A fabricação moderna do aço usa uma técnica semelhante, mas o processo foi aperfeiçoado ao longo dos anos para criar metal de alta qualidade com poucas impurezas.

Os fabricantes de aço usam um forno especial, conhecido como um conversor de Bessemer, para produzir o elemento aproveitando esta técnica. O ferro é colocado no forno e é fundido para produzir um líquido derretido. Em seguida, utiliza-se um soprador de alta potência para passar ar através do ferro liquefeito. À medida que o ar passa, as moléculas de oxigênio interagem com os minerais e com as moléculas de carbono no metal. À medida que ocorrem as saídas de ar do ferro derretido, o carbono e outras partículas saem do metal, sob a forma de gás ou de escória. O ferro remanescente pode, então, ser vertido em moldes para formar objetos de aço.

Conversor de Bessemer

Conversor de Bessemer

Usando o processo Bessemer, os fabricantes foram capazes de produzir aço de melhor qualidade do que era possível anteriormente. O aço resultante foi mais forte e mais durável, permitindo que estruturas maiores e mais duradouras fossem construídas. Este processo também ajudou os fabricantes a produzir aço mais rapidamente, e com um custo menor do que com as técnicas anteriores. Por mais de um século, o processo Bessemer tornou-se o método mais popular de produção de aço em massa, e muito das técnicas de Bessemer ainda sobrevivem na indústria moderna.
----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

O aço produzido utilizando o processo em questão tem um enorme impacto sobre a guerra e a indústria. Na verdade, a Guerra da Criméia foi uma grande fonte de motivação para Bessemer desenvolver sua técnica de refino famosa. Durante a guerra, o inventor vendia granadas de artilharia, que eram de má qualidade. Ao injetar ar no ferro durante o processo de refinação, Bessemer criou escudos fortes que estavam em alta demanda durante a guerra, e poderiam ser produzidos rapidamente para suprir as necessidades militares.

Muitos acreditam que os chineses foram os primeiros a utilizar este método de produção de aço, mas nunca contaram com essa técnica para produção em massa. Um processo similar foi patenteado pelo americano William Kelly, em 1855. Antes de Kelly poder comercializar o seu novo processo, ele faliu e vendeu sua patente para Bessemer, que emprestou seu nome a esta técnica vital industrial.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Metal Mecânica
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Metal Mecânica