Densidade do polietilenoA densidade do polietileno é uma característica utilizada para distinguir entre tipos de plásticos de polietileno expressa em g/cm3. Esta medição varia entre plásticos derivados do petróleo devido a diferenças na estrutura de cristalização formadas durante a polimerização do etileno.

Além disso, a densidade é afetada pelo peso molecular do produto final. A ramificação, ou a colagem de monômeros etenos nas moléculas de hidrogênio para formar polímeros , também determina a densidade. Na verdade, este último fator é a principal diferença entre polietileno de alta densidade (PEAD) e polietileno de baixa densidade (PEBD).

----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------


A maioria das pessoas conhece os plásticos PEAD e PEBD. No entanto, existem vários outros graus de densidade de polietileno. Isso porque diferentes tipos são obtidos de acordo com os métodos utilizados para induzir a polimerização.

Por exemplo, o material produzido pela adição de um iniciador de radicais livres (polimerização de radical ) produz, muitas vezes, uma densidade de polietileno diferente do que uma feita com o uso de um catalisador, tal como o crômio e/ou sílica. Além disso, cada tipo oferece vantagens específicas.

O PEAD possui uma densidade de pelo menos 0,941 g/cm3 e é usado para produzir vários materiais de embalagem, tais como sacos de lixo, recipientes de leite e frascos de detergentes.

Este tipo de plástico é também usado na construção de tanques de combustível e produtos químicos, bem como em tubos hidráulicos. Sua contraparte, PEBD, tem uma densidade de apenas 0,910 g/cm3 e é usado principalmente para fazer filme plástico e sacos.

Tipos de polietileno de acordo com a densidade dependem da utilização

Tipos de polietileno de acordo com a densidade dependem da utilização prática

PEX, por outro lado, é um polietileno de média a alta densidade. Embora não seja tão denso como o HDPE, sua estrutura de cristalização reticulada oferece uma valiosa propriedade: a elasticidade. Por esta razão, PEX é usado na indústria do encanamento, em que pode ser expandido e, em seguida encolhido para voltar ao tamanho para formar uma vedação estanque.

Polietileno de muito baixa densidade (PMBD) tem uma gama de densidade entre 0,880-0,915 g/cm3 e aparece em embalagens de alimentos congelados e invólucros de plástico. Polietileno de ultra alto peso molecular (UHMWPE), por outro lado, tem uma densidade mínima de 0,930 g/cm3. Contudo, os seus resultados de alto peso molecular revelam um material muito durável que é resistente a produtos químicos e erosão do ambiente. Por estas razões, este tipo de polietileno é usado para a fabricação de coletes à prova de balas e peças de reposição artificiais para articulações do quadril e joelho.

A densidade de polietileno afeta o impacto do produto no meio ambiente. Geralmente, os plásticos não são biodegradáveis, mas permanecem no ambiente intacto durante centenas de anos. No entanto, a maioria dos materiais plásticos de polietileno pode ser reciclada em algum grau.

O melhor candidato para a reciclagem de sucesso é PEAD, que pode ser identificado pelo número "2" no símbolo de reciclagem. LDPE, designado pelo número "4", pode ser reciclado, mas, infelizmente, não está incluído nos programas de coleta residencial e deve ser devolvido ao armazenamento ou ao fabricante para reciclagem.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Suprimentos Industriais
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Suprimentos Industriais