John Maynard KeynesEconomia Keynesiana é uma teoria econômica batizada com o nome do estudioso John Maynard Keynes, um britânico economista que viveu de 1883 a 1946. Ele é mais conhecido por sua explicação simples para a causa da Grande Depressão. Sua teoria econômica foi baseada em um fluxo circular de dinheiro, que se refere ao conceito de que, quando há aumentos de despesas em uma economia, os ganhos também aumentarão, o que pode levar a gastos e ganhos ainda maiores dentro de um ciclo. As ideias de Keynes geraram inúmeras políticas econômicas intervencionistas durante a Grande Depressão.

Na teoria de Keynes, os gastos de uma pessoa culminam em ganhos de outra pessoa, e quando essa pessoa repassa esses ganhos, ela apóia os ganhos de um terceiro indivíduo. Esse ciclo continua e ajuda a apoiar uma economia normal, de modo a funcionar como o esperado. Quando a Grande Depressão ocorreu, a reação natural das pessoas era acumular seu dinheiro. De acordo com Keynes, esta medida parou o fluxo circular de dinheiro, mantendo a economia em um impasse.

A solução de Keynes para este estado de pobreza econômica era "escorvar a bomba". Ele argumentou que o governo deveria intervir para aumentar os gastos, seja através do aumento da oferta de dinheiro. Durante a Grande Depressão, porém, esta não era uma solução popular.

Antes da teoria econômica keynesiana, o campo da economia limitou-se a uma compreensão microeconômica da sociedade.

 Antes da teoria econômica keynesiana, o campo da economia limitou-se a uma compreensão microeconômica da sociedade.

Os defensores da economia keynesiana para o setor público intervieram para ajudar a economia em geral, que é uma partida significativa do pensamento econômico popular, precedendo o capitalismo laissez-faire. O capitalismo laissez-faire apoiou a exclusão do setor público no mercado. A crença era de que um mercado irrestrito poderia alcançar o equilíbrio por conta própria.

Os defensores do capitalismo de livre mercado incluem a Escola Austríaca de pensamento econômico. Um de seus fundadores, Friedrich von Hayek, viveu na Inglaterra, ao mesmo tempo que Keynes. Os dois homens tiveram uma rivalidade pública por muitos anos por causa de seus pensamentos opostos sobre o papel do Estado na vida econômica dos indivíduos.
----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

A economia keynesiana adverte contra a prática do excesso de poupança e ausência de consumo suficiente, ou de gastos, em uma economia. Ele também suporta considerável redistribuição da riqueza, quando necessário. A economia keynesiana conclui ainda que há uma razão pragmática para a redistribuição maciça da riqueza: se os segmentos mais pobres da sociedade receberem determinadas somas de dinheiro, provavelmente eles vão gastá-lo, ao invés de poupá-lo, promovendo assim o crescimento econômico. Outra ideia central da economia keynesiana é que as tendências em nível macroeconômico podem influenciar desproporcionalmente o comportamento do consumidor no nível micro.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia