O que faz um engenheiro ópticoO campo da Engenharia Ótica pesquisa e desenvolve novas tecnologias relacionadas com a ciência da luz. A maioria dos profissionais trabalha em laboratórios de Física altamente sofisticados, estudando o comportamento da luz e verificando como ela pode ser manipulada para melhorar os sistemas eletrônicos e equipamentos.

Entre outras tecnologias, um engenheiro de dispositivos óticos pode trabalhar com microscópios, chips de computadores, linhas de telecomunicações ou eletrônicos de consumo.

Eles precisam estar intimamente familiarizados com as propriedades da luz e óptica. Especialistas entendem a Matemática e a Física por trás de movimentos de ondas de luz, transporte, geração, refração e detecção. Conhecimentos de química e eletricidade também são importantes para estudar as reações de luz em diferentes tipos de mídias. Um engenheiro com uma formação científica muito forte pode encontrar grandes oportunidades e projetar experimentos com ótimo potencial de sucesso.

Engenharia óptica lida com as propriedades da luz em aplicações industriais

                                    Engenharia óptica lida com as propriedades da luz em aplicações industriais

Um profissional dessa área em uma instalação de pesquisa e desenvolvimento geralmente trabalha em conjunto com uma equipe de outros engenheiros e técnicos. Os membros da equipe criam esquemas altamente detalhados que descrevem o tamanho, forma e função de todas as partes mecânicas em uma peça de equipamento.

Eles também acompanham o movimento e a intensidade da luz, eletricidade e outras formas de energia através do sistema hipotético. Uma vez que a equipe está confiante nos esquemas, protótipos podem ser criados e testados. Engenheiros supervisores reavaliam o trabalho da equipe, consideram os custos e aprovam as tecnologias bem-sucedidas para a produção em massa.

----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------


Muitos setores industriais empregam engenheiros ópticos, em especial as empresas de eletrônicos (televisores, telefones celulares, aparelhos de som, DVD players, etc). Fabricantes de hardware para computadores também precisam desse profissional, que pode desenvolver aparelhos sensíveis à luz, como mouses, monitores e placas-mãe. Empresas de equipamentos médicos contam com engenheiros para desenvolver novas ferramentas de diagnóstico por imagem e equipamentos de triagem.

Esse setor da engenharia está em constante mudança. Tecnologias disponíveis e descobertas científicas sobre os princípios da luz são revisadas o tempo todo, o que exige do profissional a atualização constante sobre as últimas inovações, lendo revistas científicas e participando de eventos frequentemente.

Geralmente, o requisito mínimo para se tornar um engenheiro ótico uma fábrica ou laboratório de pesquisa e desenvolvimento é o mestrado. Um programa de pós-graduação em física, engenharia mecânica ou engenharia elétrica pode preparar uma pessoa para uma carreira no campo.

A fim de manter uma posição de supervisão ou de investigação individual, treinamento em pesquisa e doutorado podem ser necessários. Com a formação adequada e credenciais, oportunidades de carreira são geralmente muito boas para essa profissão.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Carreira Industrial
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Carreira Industrial