aquecedor do tipo salamandraA salamandra é um tipo de aquecedor de convecção de ar forçado comumente usado para aquecer o ar em grandes áreas abertas, tais como pátios, canteiros de obras ou em oficinas. Os aquecedores apresentam uma fonte de calor de alta energia, tal como uma chama de gás ou querosene ou um elemento de alta voltagem elétrico contido dentro de um tubo aberto. Um ventilador está localizado numa extremidade do tubo que força o ar frio para baixo dele passado a fonte de calor e para a área aquecida. Este aquece o ar instantaneamente, o qual, por sua vez, fornece aquecimento por convecção na área em que ele sai. A salamandra é simples e altamente eficaz, mas impõe alguns problemas e riscos, tais como condensação, depleção de oxigênio, além do perigo de incêndio.

Também conhecido como aquecedor de torpedo ou aquecedor de forno, a salamandra foi desenvolvida no início dos anos 1940, pela empresa fabricante Scheu, como um aquecedor de alta performance para grandes áreas, tais como armazéns, estaleiros e fábricas. O aquecedor foi nomeado assim em razão de um anfíbio com fama de ser capaz de sobreviver à exposição ao fogo. O aquecedor não apenas foi concebido para ser altamente eficaz em grandes áreas de calor, mas também para ser simples e portátil. Para este fim, o equipamento consistia de um simples compartimento aberto tubular, que apresentava um queimador de querosene interno e um ventilador montado em uma de suas extremidades.

Modelo de salamandra com elemento de aquecimento

Modelo de salamandra com elemento de aquecimento

O princípio de funcionamento do aquecedor de salamandra é simples. Em primeiro lugar, o queimador é inflamado, proporcionando uma fonte de calor interno potente. O ventilador é então ligado, aspirando o ar frio e jogando-o para baixo do tubo, onde está a fonte de calor. Esta fonte, instantaneamente, aquece o ar, que é então soprado para fora da outra extremidade do tubo para o aquecimento que a área requer. Para controlar a saída do aquecedor, a fonte de calor ou a velocidade do ventilador é ajustada manualmente, ou, em alguns casos, por um sistema de termostato automatizado.

A salamandra original contava com um queimador de querosene, mas muitos modelos atuais ainda são construídos desse modo. Nesse ínterim, porém, os queimadores a gás e elementos elétricos de alta saída foram incorporados aos aquecedores, oferecendo uma variedade de fontes de energia para atender uma gama de aplicações. Na verdade, muitas variantes da salamandra podem ser equipadas com componentes periféricos, que permitem que os combustíveis, tais como diesel, sejam utilizados. No caso dos modelos de combustível líquido, o tanque de combustível é geralmente montado no tubo de aquecimento.
----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

Simples e eficaz, o aquecedor de salamandra oferece poucos problemas e riscos, e o mais óbvio é o risco de incêndio, quando o aquecedor é usado em estreita proximidade com materiais combustíveis. Quando os queimadores a gás são usados, os aquecedores também representam um risco de depleção de oxigênio em pequenos espaços.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Máquinas & Equipamentos
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Máquinas & Equipamentos