A região de Paranapiacaba, no Planalto Paulista, e Cubatão vão se ligar por uma esteira transportadora de minério de ferro para abastecer a Cosipa. A nova modalidade de transporte vai reduzir os custos da usina e ao mesmo tempo inaugurar uma nova atividade na MRS Logística, disposta a investir o equivalente a US$ 80 milhões no negócio.

MRS traz de Minas Gerais 100% do minério consumido pela usina de Cubatão. Os vagões que hoje são usados para trazer minério serão direcionados ao transporte de grãos e contêineres, cerca de sete milhões de toneladas por ano.

Com 13 km de extensão, a esteira vai aproveitar o leito funicular da ferrovia que utiliza o sistema de cremalheira. 'Estamos com o projeto ambiental em final de liberação. Esperamos que até meados do ano seja aprovado e concluamos as obras em 2006', disse Júlio Fontana Neto, presidente da MRS. Os municípios de Santo André e Cubatão, por onde passará a correia transportadora já têm liberação ambiental pelo IPHAM, garante o presidente.

Segundo Fontana, a engenharia financeira ainda não foi concluída, mas a tendência é de que a MRS assuma o investimento. Em nota, a Cosipa confirmou na terça-feira o projeto, que 'será executado pela MRS Logística e não demandará investimentos por parte da siderúrgica'. A usina informou ainda que 'o projeto trará benefícios para a empresa, principalmente em relação à redução de custos, em comparação aos valores gastos atualmente com o transporte'. A nota lembra que a Usiminas está no controle tanto da MRS Logística quanto da própria Cosipa.

A liberação de vagões para a empresa ferroviária significará a duplicação de sua capacidade de atendimento ao porto de Santos. Até agora, os vagões que trazem minério de ferro voltam vazios e desde o momento em que trouxerem cargas, a exemplo de grãos, poderão voltar cheios com produtos de importação compatíveis, como trigo, sal ou fertilizantes. 'Havendo ociosidade, levaremos também contêineres', diz Fontana.

O minério de ferro é o principal insumo para formação do aço, cuja produção líquida da Cosipa, em 2003, foi de 4,2 milhões de toneladas, com crescimento de 4% sobre o ano anterior. Por ano, a usina recebe cerca de três milhões de toneladas de minério de ferro, parte dos quais via marítima. Em 2003, por esta via, a quantidade foi de 478 mil toneladas.

Autor(es): Valor

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas