Como se produz carvão limpoCarvão limpo é um termo da indústria que se refere ao aumento da eficiência da mineração de carvão, tornando as usinas que usam esse recurso para geração de energia ambientalmente mais amigáveis e/ou melhoram a eficiência do carvão como combustível limpo.

Uma vez que o carvão contribui com um grande volume de dióxido de carbono na atmosfera a cada ano, a ideia de “limpar o carvão” é bastante atraente para muitos consumidores e governos.

Em qualquer discussão sobre carvão limpo, é importante lembrar que o dióxido de carbono é ainda libertado no ambiente quando o carvão é utilizado como combustível e outras emissões prejudiciais são criadas também. Além disso, como o carvão é um combustível fóssil, em última instância, as reservas podem se esgotar.

Muitos ambientalistas conceituam o termo greenwashing como produção de carvão limpo, significando que as empresas estão usando essa ideia para parecer mais amigas do meio ambiente. Eles argumentam que, como o carvão é um combustível fóssil, o investimento em mais tecnologia de carvão limpo não apresenta tantas vantagens quanto o investimento em energia renovável. No entanto, a maioria dos ambientalistas também concorda que se o recurso vai ser utilizado como combustível, que seja de forma limpa.

----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------


A extração de carvão começou há milhões de anos atrás, quando a decomposição da matéria vegetal e animal começou a compactar, em última análise, formando carvão e depósitos de petróleo. Carvão tem sido utilizado como um combustível fóssil ao longo dos séculos, desde que os humanos perceberam que a substância era inflamável. Ela surge naturalmente em grandes depósitos e são extraídas em grandes volumes.

Mineração e processamento desse material pode levar à poluição, assim como muitos outros processos industriais. Tornar a mineração mais limpa e eficiente é uma maneira de criar carvão limpo. Além disso, agora muitos países quimicamente lavam o carvão para remover algumas impurezas. Remover estas impurezas antes da queima garante que elas não serão liberadas para a atmosfera, embora os produtos químicos e resíduos ainda precisem ser tratados de forma adequada para que não entrem no meio ambiente.

Como a maior parte do carvão moderno é queimado em usinas para gerar eletricidade, tornar essas plantas mais limpas e eficientes torna-se um fator fundamental para a limpeza de carvão também. Usinas de queima são geralmente antigas e altamente ineficientes, uma vez que o carvão é barato e facilmente disponível, tornando aumento da eficiência financeiramente ilógico.

Alguns pesquisadores questionam se carvão limpo é realmente benéfico para o meio ambiente

Alguns pesquisadores questionam se carvão limpo é realmente benéfico para o meio ambiente

Muitos países já começaram a obrigar que as usinas retirem o ar em seus canos de escapamento com filtros antes de libera-lo para a atmosfera e que as empresas de energia tomem medidas para se certificar de que a energia de carvão seja totalmente utilizada quando queimado.

O tipo final de carvão limpo não é realmente carvão, mas um produto inteiramente novo, conhecido como carvão gaseificado, tratado para se ligar em um combustível gasoso, como o metano ou hidrogênio, ao extrair a maior parte do dióxido de carbono prejudicial no carvão. O combustível gasoso é queimado para produzir energia, fazendo carvão mais limpo e ambientalmente saudável. Em meados dos anos 90, quando houve uma disparada de preços nos combustíveis, o carvão gaseificado começou a atrair a atenção do mercado consumidor.

Para esse resultado, o carvão é misturado com um catalisador e submetido a elevados níveis de calor e vapor. Isto provoca uma reação química que separa o carvão em metano, hidrogênio, monóxido de carbono, dióxido de carbono e outros sólidos inorgânicos filtrados para fora.

Hidrogênio e metano podem ser usados como combustíveis, enquanto que o dióxido de carbono é geralmente injetado em profundidade no solo ou eliminado de outro modo.

Teoricamente, uma usina movida a carvão poderia zerar suas emissões usando esta técnica. Este processo pode também, eventualmente, produzir combustíveis líquidos a partir de carvão.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Energia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Energia