No Brasil desde 1997, a ElringKlinger produziu 11 milhões de juntas automotivas e 600 mil chapas defletoras em 2004. Na semana passada, a empresa inaugurou oficialmente nova fábrica em Piracicaba (SP), que vai ampliar a capacidade produtiva em 50%. A ElringKlinger, que detém 50% do mercado brasileiro de juntas de cabeçotes, está investindo no País R$ 20 milhões em 2005.

"O Brasil é o grande produtor de veículos da América do Sul e oferece um grande potencial de crescimento para as empresas estabelecidas por aqui", afirmou Stefan Wolf, o Presidente Comercial de Novos Negócios. Além de permitir aumento imediato na produção de juntas automotivas na ElringKlinger, as novas instalações tornarão possível ampliar o leque de produtos da indústria. A empresa já está contatando montadoras no país interessadas em comprar tampa plástica para válvulas de motor e juntas de metal elastômero de alta performance que também serão fabricadas na nova fábrica. A empresa também planeja produzir em Piracicaba juntas automotivas para câmbio.

A ElringKlinger do Brasil, atualmente com 120 funcionários, deverá ampliar até o final do ano seu quadro de funcionários em pelo menos mais 30 colaboradores. A empresa - que não divulga seu faturamento anual - informa que no primeiro trimestre de 2005 obteve aumento de faturamento de 40% em relação a igual período do ano passado. Quanto às exportações, o saldo em 2005 deve ser R$ 15 milhões, 20% superior ao de 2004. O grupo ElringKlinger possui 22 filiais em 13 países e deve fechar 2005 com faturamento entre 470 milhões e 475 milhões de euros.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas