O governo do Rio Grande do Sul assinou protocolo de intenções com a empresa argentina Inflex, que vai se instalar em Sapucaia do Sul. A Inflex produz cilindros de aço e de alumínio, voltados para o armazenamento de gás veicular e oxigênio. O investimento está previsto em US$ 15 milhões para produzir 120 mil unidades ao ano, 30% destinadas ao mercado externo. Serão gerados inicialmente 150 empregos diretos.

Segundo o governador Germano Rigotto, "é mais um investimento no setor de insumos automotivos, que está crescendo muito no Rio Grande do Sul". Rigotto lembrou que a instalação da empresa argentina no Estado se junta à duplicação da planta da GM e ao centro de distribuição da Toyota, como reforço ao pólo automotivo gaúcho, que já é o maior produtor de ônibus da América Latina e tem forte tradição na produção de máquinas e implementos agrícolas.

A Inflex vai utilizar recursos do Fundopem-Integrar, do governo gaúcho, que prevê desconto de 40% no pagamento do financiamento como incentivo para o desenvolvimento de municípios mais deprimidos economicamente, como é o caso de Sapucaia do Sul.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas