Funcionamento da roda inglesaA roda inglesa é uma peça de equipamento usada em metalurgia para criar curvas de compostos, tais como os observados nos para-lamas de um automóvel e em folhas planas de metal.

Esta ferramenta foi originalmente desenvolvida para a utilização na construção de automóveis e de veículos. Metalurgia para a aviação também lança mão da roda inglesa.

Esse dispositivo é mais adequado para projetos pequenos e personalizados, em que há tempo para trabalhar os metais à mão e modelar aspeças manualmente para atingir a forma e a estrutura desejadas.

Modelo de roda inglesa para criar curvas em placas de metal

Modelo de roda inglesa para criar curvas em placas de metal

O aparelho inclui um conjunto de rodas montadas em suporte de grandes dimensões. Os operadores podem alterar a roda inferior, conhecida como a bigorna, para conseguir graus variados de curvatura e atingir a forma desejada.

A roda superior tem uma superfície plana grande e é montada por cima da bigorna para permitir que passem as folhas de metal entre as rodas durante o trabalho. O tamanho do suporte limita o tamanho global do projeto.

Para utilizar uma roda inglesa, o operador passa uma folha de metal entre as rodas, enquanto elas rodam. A roda superior recai sobre a bigorna através da folha, fazendo o desbaste e o alongamento do metal. A forma da curva força uma curva para a folha.

----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

O operador pode mover o metal ao redor da máquina e parar para trocar as bigornas para criar uma peça curvada de metal. Funcionários devem ter cuidado para evitar que o metal fique fino demais, pois isso pode enfraquece-lo. Podem ser adicionados reforços em torno das bordas para se certificar de que o metal mantenha sua forma.

Rotação, como é conhecida, é uma abordagem para a fabricação de peças metálicas. O operador precisa ter um elevado grau de habilidade, especialmente porque geralmente deve ser capaz de fazer partes simétricas.

As variações na curvatura das peças simétricas serão muito visíveis no produto acabado. Quem opera essa máquina também precisa prestar atenção nos arranhões e riscos ao usar a roda inglesa. Além de enfraquecer o metal, esses danos também provocam problemas com a aplicação de tintas e outros acabamentos.

Os custos do conjunto e seus acessórios podem variar e existe a possibilidade de alugar os equipamentos ao invés de compra-los.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Metal Mecânica
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Metal Mecânica