Boom de recursos da Austrália chega ao fim, diz ministroMartin Ferguson, ministro de Recursos da Austrália, disse que o boom de commodities no país, uma das grandes forças por trás de seu crescimento econômico, acabou. Seus comentários seguem o registro de uma queda de 35% nos lucros da BHP Billiton e planos de atraso para expandir sua mina em Olympic Dam. Uma desaceleração no setor de mineração, um dos maiores empregadores do país, provavelmente prejudicará o crescimento econômico da Austrália.

Há preocupações de que uma desaceleração da economia global pode prejudicar a demanda por carvão, minérios metálicos e outras commodities australianas.

Ferguson disse que o setor estava indo bem, atraindo muitos investimentos. No entanto, acrescentou que as condições de comércio tornaram-se mais difíceis nos últimos seis a 12 meses.

-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

Outro fator que tem sido motivo de preocupação tem sido a introdução de taxas, como o imposto de renda sobre os recursos minerais (MRRT) e o imposto sobre o carbono.

Sob o MRRT, o governo vai impor um imposto de 30% sobre as empresas de mineração com um lucro anual de mais de US$ 75 milhões. A decisão é aplicável às empresas que exploram minério de ferro, carvão e petróleo e afeta cerca de 30 das maiores mineradoras da Austrália, incluindo BHP Billiton, Rio Tinto e Xstrata.

Sob a lei de imposto de carbono, cerca de 300 das empresas mais poluentes do país terão de pagar uma taxa de US$ 23 para cada tonelada de gases de efeito estufa que produzem. Empresas de mineração, companhias aéreas, siderúrgicas e empresas de energia devem ser as mais atingidas.

As empresas têm argumentado que estes impostos não só vão prejudicar seus lucros, mas também torná-las menos competitivas em comparação com os players estrangeiros em seus respectivos setores.

Alguns líderes políticos têm afirmado que essas medidas têm desempenhado um papel fundamental para que as empresas de mineração reduzam seus investimentos na Austrália.

"O que este governo não consegue entender é que empresas como BHP e outros têm opções de investimento em todo o mundo," disse Andrew Robb, ministro das Finanças, em um comunicado.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Mineração
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Mineração