Fazer furos cilíndricos não é exatamente um problema na indústria moderna. Mas a tarefa começa a se complicar quando os furos têm que ser feitos com dimensões muito pequenas. Não é difícil de imaginar a dificuldade de se estabilizar uma broca com o diâmetro de um fio de cabelo humano, por exemplo.

É por isso que os raios laser são o método preferido em casos de furos muito pequenos, como aqueles necessários para se passar fios na indústria têxtil ou filamentos de fibras ópticas na indústria eletrônica. A situação é ainda mais complicada se o furo tiver que ser feito em formato cônico.

Agora os engenheiros do Instituto Fraunhofer, na Alemanha, deram um passo adiante, e criaram uma ferramenta de perfuração de maior precisão e capaz de fazer furos "perfeitos", mesmo cônicos. Utilizando laser, o equipamento emprega um prisma rotativo para fazer furos com diâmetros de até 30 micra.

Mas como essa "furadeira" consegue criar um buraco cônico, no qual um dos lados é mais largo do que o outro? O feixe de laser é enviado através de um prisma em um ângulo variável. Ao sair, ele penetra a peça a ser perfurada também a um ângulo variável. O feixe rotativo cava seu caminho ao longo do material da mesma forma que uma escada espiral que se torna mais larga em sua base.

A geometria especial do prisma também faz com que ele gire sobre o seu próprio eixo no dobro da velocidade do motor elétrico, a uma rotação de até 660 vezes por segundo. Isso compensa qualquer flutuação na intensidade do laser quando ele atinge a superfície, resultando um um furo de qualidade excepcional.

Autor(es): Inovação Tecnológica

facebook      twitter      google+

Máquinas & Equipamentos
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Máquinas & Equipamentos