Como é feito um teste de embalagemOs testes de embalagem avaliam a adequação de amortecimento ou escoramento dos materiais que envolvem produtos preparados para o transporte para os clientes.

Esses testes submetem as mercadorias a uma série de experiências para determinar se a embalagem protege o conteúdo contra danos ou quebras.

A avaliação pode ser feita em caixas individuais ou com todo um contêiner de transporte para medir cargas de unidade e de movimento durante o transporte.

Fabricantes de todos os tipos de produtos encontram vantagens nessa prática, porque ela reduz o desperdício de mercadoria danificada devolvida pelos clientes. Além disso, as empresas podem diminuir os custos de embalagem se o teste mostra que menos espuma ou material de amortecimento é necessário para assegurar a entrega segura dos itens.

----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

Quando menos material de embalagem é utilizado, há diminuição de resíduos em aterros (sendo benéfico para o meio ambiente), na quantidade de espaço de armazenamento e menos caminhões são necessários para o transporte de produtos acabados.

Empresas equipados com câmaras e equipamentos capazes de realizar uma série de experimentos geralmente realizam esses testes. Câmaras ambientais avaliam como materiais de embalagem se comportam abaixo do solo, com excesso de umidade, flutuações extremas de temperatura e variações de altitude. Embalagens expostas a essas condições são mais tarde abertas para análise de qualquer dano ao conteúdo ou contentores de transporte.

Avaliação de impacto com embalagem

                                                                           Avaliação de impacto com embalagem

Um teste comum mede como os bens são afetados pela vibração e pelo choque, como a mercadoria na caixa caindo de uma plataforma elevada para medir o grau de ruptura ou danos exteriores aos materiais de embalagem.

Já os testes de vibração de embalagem simulam empurrões que possam ocorrer quando a mercadoria é transportada por caminhão, ferrovias ou por navio, ao analisar se os itens dentro de uma caixa ou pallet se soltam quando agitados.

Esse procedimento também pode medir a força necessária para inserir produtos embalados em contêineres e como fazer a remoção com facilidade. Se muita pressão é necessária para embalar ou desembalar mercadorias, isso pode danificar partes sensíveis ou frágeis de um produto. Junto com a determinação de fazer e desfazer as embalagens com facilidade, os ensaios conseguem determinar qual o tipo de material que melhor protege o produto.

Em algumas indústrias, testar as embalagens representa um componente crítico do processo fabricação. Dispositivos médicos, por exemplo, são equipamentos especialmente sensíveis, que podem ser facilmente danificados. Manter a esterilidade é uma necessidade primordial no transporte de equipamentos médicos. Nesses testes, as embalagens de produtos esterilizados são expostos a várias temperaturas, altitudes e níveis de umidade para determinar se as vedações apresentam vazamentos, o que danificaria o item em seu interior.

As empresas que vendem materiais perigosos normalmente devem atender a normas de embalagem estabelecidas por órgãos que regem a segurança desses produtos. Testes de embalagem para produtos químicos e outras substâncias perigosas protegem os trabalhadores da fábrica, do transporte, clientes e o público de acidentes.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Armazenagem & Logística
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Armazenagem & Logística