BASF deve fechar duas plantas de poliestireno na Malásia e na ÍndiaA maior fabricante mundial de produtos químicos, a BASF (IW 1000-1033), disse nesta terça-feira, 18, que vai fechar duas fábricas de produção de poliestireno expansível na Malásia e na Índia, devido ao excesso de capacidade.

"A BASF irá encerrar as atividades nas plantas industriais localizadas em Pasir Gudang, na Malásia, e Thane, na Índia. O plano é parar a produção até o final do ano", informou o grupo.

A medida "tornou-se inevitável devido ao excesso de capacidade de produção de EPS (poliestireno expansível) na Ásia-Pacífico, que se desenvolveu nos últimos anos."

“Este excesso de capacidade levou a margens extremamente baixas, que fazem nossas operações na Índia e na Malásia serem não rentáveis", esclareceu o chefe da unidade, Giorgio Greening.
----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

A planta da Malásia, atualmente, emprega uma força de trabalho de 60 pessoas, enquanto a fábrica indiana emprega 55, com capacidade de produção anual combinada de "mais de 100 mil toneladas", segundo a BASF, acrescentando que vai "trabalhar com os funcionários afetados pelos desligamentos para encontrar o plano de transição correto."

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas