Usiminas e grupo Techint anunciam maior siderúrgica latinaA Usiminas anuncia sua participação, em conjunto com o grupo Techint, em

uma grande empresa siderúrgica denominada Ternium, destinada a controlar

as empresas Siderar (Argentina), Sidor (Venezuela) e Hylsamex (México). A

nova empresa deverá dispor de capacidade instalada de 12 milhões de toneladas/ano e receitas de US$ 5 bilhões. Na operação, a siderúrgica

mineira vai participar com suas ações na Siderar (5,3%) e na Sidor (16,6%,

através do Consórcio Amazônia), além de um aporte adicional de US$100

milhões, representando uma participação inicial de cerca de 16% do capital

total da Ternium.

O Grupo Techint - grupo internacional de companhias com operações focadas

principalmente nos setores de aço e energia - será, em conjunto com a

Usiminas, o controlador da nova empresa. A participação destes grupos abre

o caminho para um dos principais objetivos estratégicos da empresa: a

criação de valor através de sinergias entre empresas de grande porte,

possibilitando uma melhor avaliação pelo mercado de capitais. Representa

ainda uma evolução dentro do processo de consolidação da siderurgia

mundial, em especial, do mapa geo-estratégico da América Latina.

Segundo o presidente da Usiminas, Rinaldo Campos Soares, a operação amplia

uma sólida parceria entre a Usiminas e o Grupo Techint, já existente

através da participação das empresas no controle da Sidor e da Siderar.

"Esta nova empresa vai representar também uma oportunidade atraente para a

Usiminas, que vai poder gerar benefícios como aumentar o valor de suas

participações na Siderar e Sidor, além de oportunidades de aquisições de

capacidades e de futuras opções estratégicas", avalia Soares.

A Usiminas terá participação na gestão e governança da nova empresa. Sua

atuação permitirá ainda o fornecimento de know how tecnológico, através

de assistência técnica e de equipamentos.

<b>Usiminas: melhor resultado da siderurgia no semestre</b>

A parceria da Usiminas com o Grupo Techint neste novo empreendimento dá

continuidade a uma estratégia de ampliação de mercado e consolidação da

empresa como um dos maiores players da siderurgia mundial.

Em maio, com o objetivo de maximizar resultados futuros, a Usiminas

concluiu a aquisição de 100% do capital da Cosipa, que passou a ser sua

subsidiária integral. A operação unificou a diretoria das duas empresas,

consolidando o Sistema Usiminas como um dos maiores complexos siderúrgicos

da América Latina, com capacidade de produção de cerca de 9,5 milhões de

toneladas de aço/ano.

No 1º semestre de 2005, a Usiminas e a Cosipa registraram o melhor

resultado da siderurgia brasileira, acumulando um lucro líquido de R$ 1,8

bilhão, 104% superior ao obtido no 1º semestre de 2004. A geração

operacional de caixa (EBITDA) consolidada foi de R$ 3,35 bilhões,

registrando um crescimento de 52% em relação ao mesmo período de 2004.

Além dos bons resultados operacionais e financeiros, Usiminas e Cosipa

apresentaram uma redução de seu endividamento da ordem de R$ 3,6 bilhões,

contribuindo para a viabilização de novos investimentos.

Em junho, as ações preferenciais da Usiminas passaram a ser negociadas na

Latibex, bolsa européia instalada na Espanha, onde são negociados os

papéis das empresas latino-americanas. O objetivo da siderúrgica é

negociar suas ações em euros no mercado internacional, facilitando assim o

acesso à comunidade financeira européia. Desde o lançamento, até o início

de agosto, as ações da Usiminas já alcançaram a segunda colocação entre as

mais negociadas na bolsa, representando cerca de 13% do total dos negócios

realizados nesse período. Para o futuro, o Sistema Usiminas se prepara

para uma nova fase de investimentos, com o objetivo de aumentar a produção

e aperfeiçoar a sua linha de produtos.

<b>Perfil</b>

Uma das maiores siderúrgicas da América Latina, a Usiminas é líder em

vendas para o mercado doméstico e comercializa seus produtos laminados

planos (revestidos e não revestidos) também no mercado externo, junto a

diversos setores industriais e distribuidores. A empresa é líder do

Sistema Usiminas, 13 empresas - destacando-se a Cosipa (Companhia

Siderúrgica Paulista).

Autor(es): Usiminas

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia