Samsung promove herdeiro a vice-presidenteA Samsung Electronics promoveu Lee Jae-Yong, único filho do presidente Lee Kun-hee, a vice-presidente, colocando-o um passo mais perto da liderança da empresa de tecnologia. Ele era presidente do conselho da empresa.

A nova posição de Lee Jae-yong, também conhecido como Jay Lee, é uma recompensa por suas "contribuições inestimáveis ​​para o crescimento sem precedentes dos smartphones da Samsung e TV", disse a empresa na manhã de hoje.

Aos 44 anos, Lee representa a terceira geração de liderança em um conglomerado que domina a paisagem de negócios na Coreia do Sul. A Samsung Electronics é hoje a maior fabricante mundial de telefones celulares, televisores e chips de memória, tendo ainda negócios que vão desde a construção naval até seguros de vida e espaços de lazer.

É fato notório no país que Lee foi preparado para a sucessão durante duas décadas na empresa. Mas a transferência hereditária de poder - e sua mera influência econômica - deve gerar críticas, já que os sul-coreanos têm expressado sua insatisfação com a crescente desigualdade de renda antes da eleição presidencial deste mês.

-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------


Alguns críticos argumentando que o executivo não foi testado e destacam o fracasso de uma empresa de comércio eletrônico ocorrido no início de sua carreira. Mas um oficial sênior da Samsung afirmou que Lee desempenhou um papel importante no desenvolvimento da bem-sucedida linha de smartphones Galaxy e na mudança da ênfase na pesquisa de telas de cristal líquido com a tecnologia cada vez mais popular de diodo emissor de luz.

Mas Lee Jae-Hyuk, analista da Daiwa Securities, ainda tem dúvidas sobre o suposto futuro presidente da Samsung, apesar de seu "claro interesse" em dispositivos sem fio e tecnologia LED. "Ele nunca foi responsável por nada e ainda tem que mostrar todas as realizações visíveis, porque foi seu pai que fez tudo até agora", disse ele. "Parece muito cedo para ele para dirigir a companhia e Lee precisa de mais tempo para provar sua capacidade".

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas