O que são testes destrutivosTestes destrutivos são usados na manufatura e acabam por destruir a amostra a ser testada. Servem para determinar a solidez, segurança e tempo de vida dos produtos. Os ensaios destrutivos são frequentemente aplicados para testar soldas, mas também são conhecidos por serem um método para testar a segurança do automóvel.

Essas avaliações vêm em três formas: estresse (ou estabilidade), impacto (ou segurança) e dureza (ou resistência).

-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------


Projetados para encontrar pontos fracos que não são imediatamente aparentes, testes destrutivos geralmente são muito mais decisivos do que os tipos não-destrutivos. Ao lidar com itens produzidos em massa, esse processo também é menos caro do que outros, pois apenas uma pequena parcela do produto será destruída. Quando se lida com outros produtos, no entanto, pode ser caro.

Os testes de destruição podem ser realizados em um produto a qualquer momento em seu desenvolvimento, desde o início da pesquisa até quando ele estiver pronto para ser comercializado.

Uma vez que o ponto de ruptura geralmente ocorre muito rapidamente, os testes são geralmente gravados por câmaras de alta qualidade, concebidas para capturar todos os detalhes do teste. Também utilizam uma variedade de dispositivos de medição que dão as condições exatas do ponto de quebra, como temperatura, pressão e outros tipos de dados sensoriais, que são quase sempre gravados para posterior estudo, juntamente com o registro visual do teste destrutivo.

Soldas, principalmente, passam por vários tipos de testes destrutivos de estresse, impacto e dureza quando usadas em produtos, incluindo veículos e edifícios, de modo que a força e a solidez de determinados tipos de soldas são importantes para a integridade do objeto. Livre-curva, quebra, gravura e de filete são alguns dos tipos de ensaios que testam a solidez de uma solda e sua qualidade.

Teste de impacto em automóveis

Teste de impacto em automóveis

Já os ensaios de impacto são projetados para quebrar a solda em um único golpe em vários ângulos. As soldaduras também são submetidas a uma prova de carga de ruptura, que puxam a solda em ambas as extremidades até que ela se rompa. Gravação das condições em que ocorrem as quebras da solda dá aos pesquisadores informações importantes sobre que tipo de solda pode ser usado e quais condições a tornariam insegura.

Ensaios destrutivos podem ser usados para qualquer coisa que possa ser submetida a condições extremas. Fabricantes de automóveis usam testes de colisão para ver o que realmente acontece com um carro quando ele bate.

Esses testes permitem aos pesquisadores testar os procedimentos de segurança em tempo real, o que seria impossível se eles tivessem que manter o carro intacto. Essas provas não são apenas úteis para condições artificiais, no entanto. Alguns centros de pesquisa utilizam ensaios destrutivos em telhados de casas para tentar mitigar e entender os estragos que os furacões causam a residências, por exemplo.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Manutenção
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Manutenção