A siderúrgica mexicana Grupo Collado anunciou que a Ternium - uma das maiores empresas do setor na América Latina, da qual a Usiminas é sócia - quer adquirir até 100% de suas ações. As conversas iniciaram-se dia 8, informou a empresa mexicana em comunicado. A Collado, que atende principalmente o setor de construção civil, não divulgou detalhes sobre o valor do negócio, que ainda está sendo avaliado pelos membros do Conselho de Administração da Ternium.

Segundo a Bolsa Mexicana de Valores, a Collado tem 49,3 milhões de ações em circulação, que fecharam na segunda-feira a 20 pesos mexicanos. Ontem, as negociações com as ações estavam suspensas. A receita da Collado no ano passado chegou a 4,726 bilhões de pesos ( US$ 437milhões).

A Ternium, controlada pelo grupo argentino Techint, agrupa as siderúrgicas Siderar, da Argentina, Sidor, da Venezuela, e Hylsamex, do México. Em agosto, a brasileira Usiminas informou que pretendia comprar 16% da Ternium por US$ 100 milhões. A empresa brasileira já tem 5,3% da Siderar e 16,6% do Consórcio Amazônia, que controla a Sidor.

Autor(es): Gazeta Mercantil

facebook      twitter      google+

Comércio Internacional
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Comércio Internacional