O subsecretário de Estado de Desenvolvimento Minero-Metalúrgico e Política Energética, Fernando Lage de Melo, afirmou durante a solenidade de 50 anos da V & M Mineração que, a partir de 2007, a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e a Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) deverão iniciar os projetos de implantação das respectivas pelotizadoras.

A CSN sinalizou que poderá construir duas pelotizadoras próxima à mina Casa de Pedra, em Congonhas (MG), ou ao Porto de Sepetiba, em Itaguaí (RJ). A capacidade instalada de cada uma ainda não foi definida, mas juntas produzirão 6 milhões de toneladas de pelotas. O orçamento previsto é de US$ 400 milhões.

Com investimentos iniciados em 2004 e com conclusão prevista para 2007, a CSN mantém o pacote de investimentos de US$ 820 milhões que contempla, além da expansão do porto de Sepetiba, a ampliação da extração em Casa de Pedra de 16 milhões de toneladas ao ano para 40 milhões.

A CVRD também demonstrou interesse em instalar uma pelotizadora, orçada em US$ 350 milhões, entre a mina de Capão Xavier - da sua controlada Minerações Brasileira Reunidas (MBR), situada em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e Congonhas. A Vale está investindo R$ 2,1 bilhões neste ano para aumentar a capacidade de extração de minério de ferro.

Autor(es): Diário do Comércio

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia