Google
Matérias, artigos e empresas relacionados a Manutenção e Suprimentos para a indústria
Esqueci minha senha

Titânio em pó

O processo de transformar o metal em pó não deixa resíduos e mantém a durabilidade e confiabilidade do titânio.

Mais notícias relacionadas a suprimentos industriais:

Nanopartículas de óxido de zinco
Partículas individuais de óxido de zinco têm tamanho reduzido, que pode chegar a até 20 ...


Diferenças entre resinas e polímeros
Polímeros passam por um processo especial, chamado polimerização; já as resinas apresentam capacidade de serem ...


O que é velcro industrial
A versão industrial do velcro tem cerca de 50% mais força do que a convencional.


Titânio em póO titânio é um metal prateado altamente valorizado por sua grande força e inigualável resistência à corrosão.

O titânio em pó é o resultado do processamento desse metal em uma variedade de formas para produzir um pó fino. Sua cor varia de cinza a preto e essa versão tem as mesmas propriedades que o material na sua forma sólida. O pó é amplamente utilizado em indústrias como aeroespacial, bélica, transporte e processamento para criar peças leves de alta performance.

Alguns dos processos utilizados para transformar o pó de titânio em partes utilizáveis ​​incluem moldagem do pó por injeção e moldagem a laser.

-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

O metal é extraído na sua maior parte sob a forma de dióxido de titânio e o produto final é obtido a partir dele por meio do processo de Kroll. Esse é um método elaborado e dispendioso, que eleva o preço do metal.

O processo de Cambridge FFC é uma técnica de processamento mais moderna que é mais simples e menos intensiva em termos de uso de energia. Ele utiliza o pó de dióxido de titânio para criar uma versão mais pura de titânio em forma de esponja ou de pó. Produzir este metal de maneira mais barata abre todo um novo leque de possibilidades na fabricação de peças e estruturas de construção.

Por exemplo, se fosse possível construir pontes de titânio, estas não só seriam quase indestrutíveis, mas também pesariam menos. Além do suporte estrutural, os benefícios do pó de titânio, um material à prova de ferrugem, incluem menores custos de manutenção.

Peças produzidas com esse material têm várias vantagens sobre aquelas feitas por meio de processos tradicionais. É fácil de fazer peças complexas que têm estruturas internas uniformes, sem defeitos internos. As peças também possuem uma forma quase nítida, o que significa que a forma final é muito fiel ao o desenho inicial, o que reduz a necessidade de acabamento de superfície.

Existem muitas técnicas para a produção de pó de titânio, como o gás de atomização, o processo de elétrodo rotativo de plasma e o processo de hidreto-dehidreto. A qualidade dos pós varia de acordo com o processo utilizado.

Pó de titânio

Pó de titânio

Por exemplo, o produto obtido pela pulverização é esférico, enquanto que os pós de hidreto são angulares. Estes pós são então estruturados em duas partes, com o auxílio de técnicas como injeção de metal, sinterização a laser, laminação direta do pó, além de prensagem isostática a quente e sinterização de plasma para consolidar o pó.

Injeção de metal é usada para criar várias partes pequenas em grandes números. O processo consiste em misturar o pó de titânio com um aglutinante polimérico, que é introduzido num molde e o ligante é removido com o auxílio de um tratamento térmico. A desvantagem é que o ligante pode reagir de forma inadequada ou pode ser removido, resultando em menos peças com propriedades mecânicas ideais. Peças de titânio produzidas desta forma não são adequadas para utilização na indústria aeroespacial, mas podem ser usadas em áreas menos críticas.

A maneira mais moderna de criar peças de titânio envolve o processo de sinterização a laser. O pó de titânio é fundido camada por camada no topo de um leito de pó, com o auxílio de um laser de alta potência. A nova camada é aplicada na parte superior e o processo continua até que a peça esteja completa.

As inúmeras vantagens desse método incluem a ausência de resíduos e uma redução da necessidade de acabamento tradicional. Além disso, o processo é quase 100% eficaz e permite que peças complexas sejam fabricadas com grande facilidade.

facebook      twitter      google+

* campos obrigatórios

Outras notícias relacionadas a suprimentos industriais:

Plástico resistente ao calor

Plástico resistente ao calor é um corpo de material composto de substâncias químicas sintéticas, usualmente polímeros, os quais criam uma variedade de propriedades físicas. Átomos ...
Tipos de pó inseticida

Pó inseticida é usado para matar vários tipos de insetos ao ar livre e dentro de ambientes. No interior de edifícios, o pó é aplicado ao longo das rachaduras perto ...
Para que são usados os inseticidas

Inseticidas são de uso comum na agricultura, bem como em plantas em jardins e espaços vivos, com o intuito de controlar a invasão de uma matriz aparentemente ...
Usos do naftaleno

O naftaleno, ou naftalina, é um produto químico utilizado para fazer inseticidas, lubrificantes, resinas, solventes muitos outros produtos de consumo comerciais. Este pó sólido branco é mais conhecido como naftalina ...
Usos da DMDM-hidantoina

Dimetilol dimetil-hidantoína (DMDM-hidantoína), é um ingrediente conservante comum encontrado em produtos cosméticos, na produção de materiais de construção e em artigos domésticos. O composto qu ...
Produção de formaldeído

Compostos orgânicos, simples ou complexo, podem ser produzidos de várias maneiras. Apenas os de melhor custo-benefício podem ser utilizados para a produção comercial. A produção ...
O que é resorcinol

Resorcinol é um composto químico que serve como um anti-séptico, um desinfetante e um intermediário químico para a produção de muitos outros fármacos. É um suprimento ...

Suprimentos Industriais
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Suprimentos Industriais


Veja na Agenda de Feiras e Congressos
Veja na Agenda de Feiras e Congressos

Google