Google
Matérias, artigos e empresas relacionados a Manutenção e Suprimentos para a indústria
Esqueci minha senha

Diferenças entre resinas e polímeros

Polímeros passam por um processo especial, chamado polimerização; já as resinas apresentam capacidade de serem moldadas em camadas finas.

Mais notícias relacionadas a suprimentos industriais:

Nanopartículas de óxido de zinco
Partículas individuais de óxido de zinco têm tamanho reduzido, que pode chegar a até 20 ...


Titânio em pó
O processo de transformar o metal em pó não deixa resíduos e mantém a durabilidade ...


O que é velcro industrial
A versão industrial do velcro tem cerca de 50% mais força do que a convencional.


Diferenças entre resinas e polímerosEm termos químicos, resinas e polímeros são diferentes porque as resinas são compostos, enquanto os polímeros são macromoléculas. Os pesos moleculares das resinas e polímeros são também diferentes; resinas são menores do que os polímeros. Em geral, o peso molecular é o peso de uma molécula de uma substância em relação ao peso de um átomo do tipo mais abundante do elemento carbono.

Todas as resinas e polímeros consistem em moléculas de encadeamento, apesar de os polímeros terem cadeias mais longas do que as resinas. Ambos, contudo, podem ocorrer de forma natural ou sintética, ainda que os polímeros sejam formados por um processo especial chamado de polimerização.

As resinas podem ser moldadas em materiais sólidos ou em fio, devido à sua capacidade para formar películas finas e contínuas. Eles podem ser fluidos viscosos grossos e duros ou sólidos frágeis. A solubilidade de apenas algumas resinas à água torna-as úteis em áreas em que é importante a resistência à água. Uma vez conhecidas apenas como compostos naturais disponíveis, as resinas têm composição química diversificada e várias aplicações.

----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

Resinas naturais são coletadas a partir de fontes vegetais como exsudatos de árvores vivas. Exemplos disso são a mirra e a aloé, utilizadas em incenso, medicamentos e perfumes.

Resinas sintéticas são produtos de tecnologia desenvolvida no século 20. Por exemplo, a modificação de celulose, um hidrato de carbono complexo que foi usado na produção de pólvora sem fumo durante a I Guerra Mundial, resultou na produção de uma resina de formação de película. Esta resina é extremamente inflamável, mas tem qualidades notáveis ​​que incluem a secagem rápida e durabilidade em tintas e revestimentos de madeira.

Durante a II Guerra Mundial, houve uma grande demanda pela borracha sintética que levou ao desenvolvimento de resinas sintéticas, como o látex. Outras resinas sintéticas têm sido desenvolvidas nos últimos anos, incluindo vinil tolueno, uretanos, e poliestireno. Estas têm qualidades particulares como os plásticos ou revestimentos.

Algumas resinas que também eram utilizadas para fins militares, como resinas acrílicas, também se tornaram disponíveis para uso geral. Elas são estáveis ​​e duráveis ​​como ligantes de tintas alternativas e substitutos em revestimentos de automóveis e embalagens de alimentos.

Resinas podem ser encontradas na versão natural e sintética

Resinas e polímeros podem ser encontrados nas versões natural e sintética

Já os polímeros são uma combinação de milhares de moléculas menores, chamadas de monômeros. Por exemplo, milhares de moléculas de etileno, um monômero, podem ser unidas para formar um polímero chamado polietileno. Polímeros ocorrem na natureza, embora os polímeros sintéticos também tenham sido desenvolvidos como base de todas as fibras sintéticas e plásticos. São classificados como linear, ramificado ou reticulado.

Polímeros lineares, tais como cloreto de polivinilo e nylon, são compostos de longas cadeias simples de monômeros. Alguns polímeros lineares são elásticos, porque têm cadeias dobradas que podem endireitar, então se retraem como resultado da remoção da força. As cadeias mais curtas de polímeros ramificados estão ligadas ao longo das principais cadeias. Polímeros com ligações cruzadas são mais duros e menos flexíveis devido às ligações entre as suas cadeias.

facebook      twitter      google+

* campos obrigatórios

Outras notícias relacionadas a suprimentos industriais:

Plástico resistente ao calor

Plástico resistente ao calor é um corpo de material composto de substâncias químicas sintéticas, usualmente polímeros, os quais criam uma variedade de propriedades físicas. Átomos ...
Tipos de pó inseticida

Pó inseticida é usado para matar vários tipos de insetos ao ar livre e dentro de ambientes. No interior de edifícios, o pó é aplicado ao longo das rachaduras perto ...
Para que são usados os inseticidas

Inseticidas são de uso comum na agricultura, bem como em plantas em jardins e espaços vivos, com o intuito de controlar a invasão de uma matriz aparentemente ...
Usos do naftaleno

O naftaleno, ou naftalina, é um produto químico utilizado para fazer inseticidas, lubrificantes, resinas, solventes muitos outros produtos de consumo comerciais. Este pó sólido branco é mais conhecido como naftalina ...
Usos da DMDM-hidantoina

Dimetilol dimetil-hidantoína (DMDM-hidantoína), é um ingrediente conservante comum encontrado em produtos cosméticos, na produção de materiais de construção e em artigos domésticos. O composto qu ...
Produção de formaldeído

Compostos orgânicos, simples ou complexo, podem ser produzidos de várias maneiras. Apenas os de melhor custo-benefício podem ser utilizados para a produção comercial. A produção ...
O que é resorcinol

Resorcinol é um composto químico que serve como um anti-séptico, um desinfetante e um intermediário químico para a produção de muitos outros fármacos. É um suprimento ...

Suprimentos Industriais
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Suprimentos Industriais


Veja na Agenda de Feiras e Congressos
Veja na Agenda de Feiras e Congressos

Google