Conceito de segurança intrínsecaSegurança intrínseca significa que uma peça de equipamento, sob quaisquer condições de utilização, é incapaz de liberar energia elétrica ou térmica que possa provocar uma falha de ignição em qualquer tipo de mistura de gases perigosos que a rodeiam. Assim, para um dispositivo operado em áreas com gases inflamáveis, a segurança intrínseca é uma exigência que garante que não haverá perigo de os gases incendeiem devido à operação do dispositivo.

A definição de segurança elétrica do equipamento de segurança intrínseca é dada pela ISA-RP12-6.

Várias fábricas e instalações de produção modernas, como armazenamento de petróleo, fabricação de tintas, têxteis e produtos químicos, lidam com uma gama diversa de líquidos inflamáveis, gases e vapores. Operar equipamentos elétricos nestes ambientes perigosos requer que os equipamentos sejam incapazes de produzir gases e vapores que possam inflamar.

-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

É obrigatório que os equipamentos elétricos de operação neste tipo de ambiente volátil sigam as normas de segurança intrínseca em relação à segurança elétrica. Avaliar os índices de aprovação de segurança intrínseca pode ser assustador, mesmo para a pessoa mais informada. No entanto, estas aprovações são necessárias até mesmo para máquinas novas que operam em condições perigosas.

A obtenção de uma certificação de segurança intrínseca não garante que o dispositivo possa ser utilizado em qualquer ambiente perigoso. Cada local tem sua própria exigência de certificação específica e qualquer equipamento que opere no meio deve ser certificado para o nível necessário no ambiente específico.

A Certificação de equipamentos para SI é realizada em laboratórios de testes, que emitem essas certificações segundo normas extremamente rígidas de segurança intrínsecas, que variam de acordo com o nível de aprovação necessário. Portanto, um equipamento elétrico certificado vai receber uma etiqueta especificando exatamente seu nível de classificação, juntamente com o nome do laboratório que o testou.

Barreiras de segurança intrínseca são aparelhos utilizados para conectar dispositivos de segurança intrínseca com outros que não estão certificados. Esta técnica de proteção vai limitar a corrente de energia, de tensão e total administradas a um dispositivo situado na área de risco, a fim de evitar qualquer explosão.

Exemplo de barreira de segurança intínseca

Exemplo de barreira de segurança intínseca

A escolha das barreiras de segurança intrínseca requer uma boa compreensão e análise das aprovações e especificações. Entre essas especificações, estão parâmetros importantes, como a temperatura de operação, tensões e correntes e o número máximo de entrada e canais de saída.

Os produtos podem levar as marcas UL (EUA), CSA (Canadá), CE (Europa), o que denota as várias agências nacionais e internacionais que fornecem as aprovações para barreiras de segurança intrínseca. Aprovações também são fornecidas pelo CENELEC, o Comité Europeu de Normalização Eletrotécnica e Mutual Research, ou o MR, organizações de testes sem fins lucrativos.

Os índices de aprovação não são idênticos em todos os países. É importante entender as diferenças entre os padrões de aprovação de cada produto em cada país, para que ele possa ser usado. No entanto, a certificação ATEX padroniza o processo de certificação entre os EUA e a Europa e torna a certificação de segurança intrínseca um processo muito mais fácil para equipamentos elétricos destinados a operar em ambos os lugares.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Segurança do Trabalho
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Segurança do Trabalho