Fabricante de equipamentos e consumíveis de solda, a Esab migrou recentemente do ambiente de criação de projetos 2D para o software para projetos mecânicos SolidWorks 3D. Além de vencer alguns desafios de design, com redução no tempo de produção, padronização dos projetos, aumentando sua complexidade e precisão, obteve maior facilidade para formular manuais de conjuntos e criou ampla e consistente biblioteca de peças. Eliminou ainda, com o uso da ferramenta eDrawings, a comunicação "por papel" entre as áreas de projeto e produção da filial brasileira, permitindo maior integração e facilitando a troca de informações também com a matriz, que está importando equipamentos produzidos no Brasil.

"O SolidWorks foi o que melhor supriu nossas necessidades de aperfeiçoamento tecnológico", avalia Kaj Christer Christensson, gerente técnico de Equipamentos da empresa. "Logo nos primeiros projetos, percebemos que conseguiríamos eliminar uma fase. Antes, era preciso ‘bater até três vezes uma chaparia’. Com o SolidWorks, atingimos o objetivo na primeira tentativa" explica.

Segundo Christensson, o software facilita a implementação de melhorias e a aplicação de variações nos projetos que definem uma linha. O alimentador de arames Esab Feed, por exemplo, foi 100% projetado com o software, com total eliminação da fase de protótipos. A partir do projeto inicial, a empresa já produziu outras seis versões, fazendo pequenas alterações para adequá-los às diferentes aplicações em setores diversos de produção.

ESAB - Empresa centenária, a Esab foi criada por Oscar Kjellberg em 1904, na Suécia, como uma empresa especializada em soldagem. Com o desenvolvimento da indústria, tornou-se líder mundial no setor de soldas. Hoje, o Grupo ESAB está presente em mais de cem países, contando com cerca de 30 empresas e subsidiárias e ampla rede de agentes e empresas associadas. Desde 1994, o grupo inglês Chartec plc detém o controle acionário da Esab em todo o mundo.

No Brasil, a empresa está presente desde 1955, quando se instalou em Contagem (MG). Começou fabricando eletrodos revestidos, passando mais tarde, a produzir fluxos, arames tubulares e equipamentos de solda. Em 1997, a Esab brasileira se uniu à Conarco, da Argentina, consolidando a maior operação entre empresas de soldas da América do Sul. Atualmente, a empresa possui filiais em Contagem, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Automação Industrial
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Automação Industrial