Os setores da indústria mineira que apresentaram os melhores resultados com relação ao faturamento em setembro ante agosto foram mecânica (16,04%), química (13,07%), bebidas (8,32%), têxtil (5,63%) e vestuário e artefatos de tecidos (4,53%).

A indústria mecânica, que é um dos termômetros da indústria de base do estado, teve expansão de 16,04% em setembro frente agosto e incremento de 16,49% ante setembro do ano passado. No acumulado de janeiro a setembro, a expansão foi mais tímida, de 0,30%, ante igual período de 2004.

O presidente do Sindicato da Indústria Mecânica no Estado de Minas Gerais (Sindimec), Petrônio Machado Zica, disse que a pesquisa não mostra com clareza o desempenho do setor, que trabalha basicamente com encomendas. "Pode ser que algumas empresas tenham tido um pico de pedidos ou entregas justamente nesse mês. O fato é que o segmento vem sofrendo um desaquecimento após maio deste ano", afirmou.

A projeção de incremento do faturamento do setor de bens de capital, que era da ordem de 20% no início deste ano, foi rebaixada para 10%, o que ainda seria um ótimo resultado na opinião do dirigente.

Autor(es): Diário do Comércio

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia