A indústria automobilística pode começar a substituir o aço e o alumínio por plásticos reforçados por fibras de alta resistência. A nova técnica, desenvolvida pela empresa Esoro com a tecnologia do Centro de Tecnologia de Estruturas, da Escola Politécnica Federal de Zurique (Suíça), é mais econômica e ecológica.

Os veículos são fabricados com materiais de baixa densidade que apresentam rigidez e alta resistência. Materiais sintéticos reforçados por fibras, como e o caso dos termoplásticos, podem satisfazer as exigências mecânicas e funcionais das montadoras.

O componente será utilizado na fabricação de elementos de superfícies amplas, destinados a suportar muita carga. Além disso, eles são fabricados de forma mais rápida e barata, podem ser reciclados mais facilmente e têm poder amortecedor. As informações são da Agência Brasil.

Autor(es): Infomet

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas