A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) vai realizar uma pesquisa inédita em 2006. Pela primeira vez, irá mapear a área de responsabilidade social no setor, abrangendo um universo de 1,4 mil empresas associadas. O estudo também vai selecionar dados para o planejamento estratégico da nova diretoria criada pela entidade para este segmento, liderada por Flavia Aubert.

As linhas gerais do trabalho e a modelagem do levantamento foram apresentadas no workshop “Responsabilidade Social e Estratégia Corporativa no setor de Bens de Capital”, pela professora da Faculdade de Economia e Administração (FEA) da Universidade de Santo Amaro (USP), Rosa Maria Fischer, do Centro de Empreendedorismo Social e Administração em Terceiro Setor da FEA / USP.

Rosa Maria ressalta que a Responsabilidade Social, atualmente, é uma tendência mundial, assim como foi a qualidade nas décadas de 1960 e 1970 e o relacionamento na década de 1980, seja com cliente ou com o consumidor. “Entramos no século 21 com foco no papel social da empresa. E as organizações que não trabalharem tendo como visão o papel social, tendem ao fracasso”. Segundo ela, essa necessidade é ainda mais aguda nos países não-desenvolvidos e “somente quando setores produtivos coordenados atuarem na área ela terá impacto social”, afirma.

A diretora Flavia Aubert disse que a diretoria vai disseminar a prática da Responsabilidade Social entre as empresas do setor, um universo de 4,5 mil companhias. Nosso objetivo é esclarecer, facilitar e auxiliar a indústria de máquinas nessa área, tendo como “rumo o desenvolvimento econômico e a justiça social. Para isso, estaremos conhecendo a realidade, aspirações e necessidades da Responsabilidade Social empresarial como estratégica de gestão”, explica a executiva.

Para Regiane Pastoriza, diretora-adjunta da área, através da pesquisa podemos orientar mais efetivamente os associados de forma a transformar a prática da responsabilidade social em benefício institucional para sua companhia. Para isso, alerta, “é necessário que a alta cúpula e até os acionistas estejam envolvidos no processo, colaborando para a implantação da responsabilidade social na gestão e planejamento estratégico da companhia”, concluiu Regiane.

Autor(es): Abimaq

facebook      twitter      google+

Responsabilidade Social
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Responsabilidade Social