A Arcelor, segunda maior siderúrgica mundial, elevou sua oferta pela canadense Dofasco em 13%, para 5,5 bilhões de dólares canadenses (US$ 4,7 bilhões) em dinheiro, superando uma oferta concorrente da ThyssenKrupp. A Arcelor propôs pagar 71 dólares canadenses por ação da Dofasco, 4,4% a mais do que a oferta de 14 de janeiro da ThyssenKrupp, de 68 dólares canadenses. As ações da Dofasco foram negociadas ao equivalente a 71,90 dólares canadenses ontem no mercado alemão, o que indica que alguns investidores esperam uma oferta mais alta. A ThyssenKrupp tem até 23 de janeiro próximo para apresentar uma nova oferta, informou a Dofasco.

"Estamos nos aproximando do nível crítico em relação à quantia que poderá ser paga", disse Salah Seddik, administrador de fundos da Richelieu Finance, de Paris, que gerencia o equivalente a US$ 4,7 bilhões em ativos, entre os quais ações da Arcelor. As ações da Arcelor e da ThyssenKrupp caíram devido à preocupação de que essas empresas possam estar oferecendo um preço alto demais pela Dofasco.

Autor(es): Gazeta Mercantil

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia