A siderúrgica européia Arcelor ganhou da ThyssenKrupp a disputa acirrada pela compra da Dofasco nesta terça-feira, quando a canadense aceitou a oferta de US$ 4,9 bilhões em dinheiro. Em nota conjunta com a Arcelor, a Dofasco informou que a diretoria concordou de maneira unânime com a oferta de 71 dólares canadenses por ação feita pela segunda maior siderúrgica do mundo. A alemã ThyssenKrupp desistiu do direito de aumentar sua proposta de 68 dólares canadenses por ação.

A retirada vai permitir que a Arcelor aumente a presença no mercado de aço para automóveis da América do Norte, que garante margens maiores do que outro setores. "Estamos convencidos de que a qualidade das operações da Dofasco e nossas sinergias superiores vão criar valor para todos os acionistas", disse o presidente-executivo da Arcelor, Guy Dolle, em comunicado.

Considerada a jóia da coroa da indústria siderúrgica do Canadá, a Dofasco é maior fabricante de aços planos do país, com produção de aproximadamente 5,5 milhões de toneladas por ano na América do Norte.

A Dofasco vende mais de um terço de seu aço para montadoras de veículos, o que lhe dá 10% de participação. A Dofasco vai pagar à Thyssen, como consequência do negócio, 215 milhões de dólares canadenses.

Autor(es): Gazeta Mercantil

facebook      twitter      google+

Comércio Internacional
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Comércio Internacional