WEG equipa usina Santa LauraA PCH (Pequena Central Hidrelétrica) Santa Laura, com capacidade de 15 MW, terá sua potência dividida entre dois geradores WEG de 7,5 MW que trabalharão com uma rotação de 360 rpm gerando 13.800 Volts. A WEG também fornece painéis elétricos e transformadores para a obra; as turbinas serão fornecidas pela Hidráulica Industrial (Hisa), de Joaçaba.

A Engevix, especializada na prestação de serviços de engenharia consultiva, com escritórios permanentes em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Florianópolis e Curitiba, também planeja, ainda para este ano, a construção da usina Santa Rosa, com potência total de 30 MW, no Rio Janeiro.

“Nesta usina, haverá não dois, mas três geradores um pouco maiores que os da PCH Santa Laura e que trabalharão em condições muito semelhantes, permitindo modularidade e integração de serviços, ferramentas e peças de reposição”, explica Sérgio Esteves, gerente do Centro de Negócios de Energia da WEG. Entretanto, este segundo fornecimento ainda não foi completamente acertado entre a WEG e a Engevix.

Pronta, a usina Santa Laura terá capacidade para iluminar 35 mil residências. A Santa Rosa 70 mil. Ambas obras já estão autorizadas pela Aneel e os projetos devidamente habilitados e aprovados pelo PROINFA; os recursos vêm do BNDES e a energia será comercializada com a ELETROBRAS. “O resultado final entusiasma a todos, pois, utilizando recursos financeiros, tecnológicos e de engenharia brasileira, busca-se uma solução para o crescimento da demanda de energia respeitando o meio-ambiente e fornecendo oportunidades de empregos diretos e indiretos para um grande número de brasileiros”, afirma José Antunes Sobrinho, vice-presidente da Engevix.

Com 40 anos de experiência, a Engevix tem continuamente ampliado suas atividades, graças ao emprego de capacidade técnica e gerencial de alto nível, exercida por especialistas integrados no processo brasileiro de desenvolvimento.

“A WEG já fabricou e instalou de mais de 180 geradores semelhantes a estes que serão fornecidos à Engevix instalados no Brasil e no mundo, e certamente agregará esta experiência na parceria”, finaliza Sinésio Tenfen, Diretor Superintendente da WEG.

O presidente da empresa, Décio da Silva, comemora as negociações: “sempre tentamos fechar algum pacote com a Engevix, mas somente agora concretizamos”. Este é o primeiro contrato entre as empresas e o primeiro fornecimento da WEG para Centrais Hidrelétricas de 2006.

Autor(es): Divulgação WEG

facebook      twitter      google+

Energia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Energia