Até o final de 2006, a General Motors concluirá a ampliação da fábrica de Gravataí (RS), dobrando a capacidade produtiva de veículos populares. Um novo carro compacto popular entrará em produção em 2007. No total, os investimentos somam US$ 240 milhões, incluindo os recursos aplicados no desenvolvimento e fabricação do novo veículo.

Quando concluída a ampliação, a capacidade produtiva saltará de 120 mil unidades/ano para 230 mil. A GM e os 17 sistemistas que operam dentro da planta de Gravataí devem contratar 1,5 mil empregados, chegando ao total de 5 mil. Além disso, duas novas parceiras estão se instalando no complexo industrial.

Segundo a GM, a expansão da unidade visa a manter a competitividade da empresa num cenário em que a concorrência também se prepara para lançar modelos populares, grande filão do mercado interno. Além da GM, a Ford anunciou um novo produto nessa linha, que começa a ser fabricado em São Bernardo do Campo (SP) a partir de 2008.

A planta de Gravataí produz o modelo mais vendido da GM no mercado brasileiro, o Celta. Fundada em julho de 2000, essa unidade é a que apresenta o maior índice de produtividade entre todas as quatro fábricas da montadora no Brasil (São Caetano do Sul, São José dos Campos e Mogi das Cruzes, todas em São Paulo).

Novos projetos

Além disso, segundo o sítio Carsale, a subsidiária LAAM (América Latina, África e Oriente Médio) da General Motors, com sede em Miami (EUA), anunciou recentemente que investirá US$ 400 milhões na América Latina em 2006. Segundo o comunicado da empresa, o montante será consumido no desenvolvimento e produção de 14 novos modelos da marca Chevrolet no Brasil, Argentina, Venezuela, Equador, Colômbia e Chile.

De acordo com o Carsale, o comunicado da GM LAAM inclui na lista de novos modelos o Chevrolet Captiva, utilitário esportivo compacto apresentado no recente Salão de Detroit, em janeiro. Entretanto, não especifica em quais mercados da América Latina o veículo será vendido, nem qual planta será responsável pela produção do Captiva a ser comercializado em território latino-americano.

A GM do Brasil não confirma a informação de que o Captiva, inspirado no protótipo S3X, será produzido e vendido no Brasil. Segundo a GM LAAM, cada um dos lançamentos contribui para a estratégia de empresa de manter a liderança na América Latina.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Máquinas & Equipamentos
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Máquinas & Equipamentos