Pesquisadores do Instituto Federal de Tecnologia da Suíça desenvolveram um motor que é capaz de girar a meio milhão de rotações por minuto. Isso é pelo menos dez vezes mais do que os mais avançados motores industriais atuais.

As ferramentas rotativas precisam de maior velocidade a cada dia para, por exemplo, fazer furos precisos necessários na construção de equipamentos médicos ou para a construção de eixos utilizados em máquinas-ferramenta. Girar essas ferramentas diretamente exige um sistema de motorização capaz de atingir velocidades extremamente elevadas.

Apesar de sua enorme velocidade, 500.000 rpm, o novo motor tem o tamanho de uma caixa de fósforos. Para suportar a enorme força centrífuga gerada, seu eixo foi construído de titânio, com um estator de baixa perda garantindo o máximo nível de eficiência. O circuito eletrônico de controle, já miniaturizado, é totalmente digital.

O novo motor miniatura de ultra-alta-velocidade deverá abrir vários campos de aplicação tecnológica. É o caso, por exemplo, de turbo-compressores super leves, para aumentar a eficiência de células a combustível em automóveis. Ou ainda, em fontes de energia portáteis, pequenos geradores de turbinas a gás que poderão substituir os equipamentos atuais, a bateria.

"O próximo passo que nós queremos dar é aumentar a velocidade para um milhão de rotações por minuto", disse Johann Kolar, chefe do laboratório onde o motor ultra-veloz foi criado. Para isso, os engenheiros terão que contar com inovações ainda em fase de pesquisa, como mancais a ar ou magnéticos.

Autor(es): Inovação Tecnológica

facebook      twitter      google+

Tecnologia & Inovação
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Tecnologia & Inovação