A Sandvik Coromant, líder mundial em ferramentas de corte para usinagem de peças, acaba de lançar a classe de pastilhas GC 4225, ideal para o torneamento geral de aços em operações do desbaste até o acabamento. “Com essa família, as empresas têm garantido ganho em produtividade e aumento de vida útil das arestas podendo, às vezes, chegar ao dobro de peças usinadas por aresta quando comparado com sua antecessora GC4025. Isso gera uma maior utilização da máquina, uma vez que terá menor número de interrupções para a troca da aresta”, explica Antonio José Giovanetti, especialista em torneamento da Sandvik Coromant. “Esse novo produto vai facilitar ainda mais as operações de tornemanto do setor de autopeças, principalmente nas empresas que precisam usinar eixos, eixo virabrequim, pontas de eixo, rolamentos, engrenagens, entre outros”, completa

Além das autopeças, a classe GC 4225 também é extremamente recomendada aos setores automotivo, mecânico e fabricantes de máquinas. “Essa pastilha pode servir tanto para empresas que a utilizam na produção em grande escala ou para quem produz pequenos lotes em diferentes tipos de peças e tipos de aços do campo ISO P. Como ela é a mais procurada para usinagem em materiais ISO P, a Sandvik investiu muito em pesquisa e desenvolvimento para lançar uma pastilha das mais competitivas do mercado e atender às necessidades dos usuários, gerando economias e produtividade”, conta Giovanetti.

A nova classe bicolor (preta e amarela) tem uma melhor capacidade de se adaptar a variações no material da peça e exigências operacionais para aplicações bem complexas, o que a torna mais versátil. Além disso, pode resistir a altas temperaturas e tornar-se muito mais durável. “Uma combinação da melhor tenacidade da pastilha e resistência ao desgaste contribuiu para a pastilha GC4225 tornar-se uma classe de uso geral. Trata-se de uma solução multitarefa, o que eleva consideravelmente a segurança das arestas das pastilhas”, relata o especialista.

No torneamento geral de aços tudo varia. Às vezes estamos usinando peças em aço-carbono com alto ou baixo teor, hora estamos usinando peças em aços-liga com baixo ou alto teor de liga que se apresentam sob forma de barras laminadas, peças forjadas, fundidos, etc O tipo de operação varia do torneamento em desbaste ao acabamento com condições de boas a difíceis, exigências estas que nos obrigam a usar a classe GC 4225 em uma área ainda mais ampla que antes. “Isso é extremamente vantajoso para nossos clientes que podem utilizar uma pastilha capaz de atender a todas as variações sem comprometer a performance, garantindo assim um maior tempo de utilização da pastilha com remoção de grandes volumes de cavacos, em uma produção segura e com qualidade”, conclui.

Autor(es): Conteúdo Comunicação Empresarial

facebook      twitter      google+

Tecnologia & Inovação
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Tecnologia & Inovação