Google
Matérias, artigos e empresas relacionados a Manutenção e Suprimentos para a indústria
Esqueci minha senha

Megaprojeto reduzirá preço do gás natural

Mais notícias relacionadas a petróleo & gás:

O que faz um corretor de petróleo
Assim como outros negociadores de títulos, um corretor de petróleo é pago por comissão


O que é um dessalinizador
Processo de dessanilização é geralmente a primeira etapa da cadeia do petróleo.


Total quer obter licença de exploração de gás e petróleo na Tanzânia
A Tanzânia planeja criar um fundo soberano que vai usar a crescente receita de óleo ...


Brasil, Argentina e Venezuela concluíram que a construção de um supergasoduto de mais de US$ 20 bilhões ligando a Venezuela ao Uruguai e passando por todo o território brasileiro é viável. Os presidentes dos três países reuniram-se ontem em São Paulo para discutir o projeto. Após o encontro, o presidente venezuelano, Hugo Chávez, disse inclusive que o gás venezuelano chegaria a preços baixos ao Brasil.

Chávez foi o único dos presidentes a falar com a imprensa após a reunião de cúpula. O presidente Néstor Kirchner (Argentina) saiu sem dar declarações. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva também não falou com os jornalistas. Celso Amorim, ministro das Relações Exteriores do Brasil, relatou o conteúdo da reunião no final da tarde.

Amorim afirmou que ficou claro durante o encontro que a construção do gasoduto é viável. “As explicações dadas foram suficientemente convincentes de que efetivamente há gás. Esse é um projeto que precisa evoluir naturalmente”, afirmou.

Os ministros de Minas e Energia dos três governos apresentaram estudos técnicos relativos ao projeto ontem. O cronograma inicial prevê a conclusão das obras em 2017. Em 2010, disse Chávez, a primeira fase do gasoduto, ligando a Venezuela a Manaus, já entraria em operação.

O presidente venezuelano estimou o investimento necessário para a construção em US$ 20 bilhões. Ainda segundo ele, a implementação do projeto geraria cerca de 1 milhão de empregos diretos nos países envolvidos.

Para a região, a construção do gasoduto resolveria enormes gargalos energéticos.

O Chile hoje importa gás natural liquefeito, mais caro. O país dependia do gás argentino, que parou de exportar o produto devido à crise de abastecimento no mercado interno.

Energéticas

facebook      twitter      google+

* campos obrigatórios

Outras notícias relacionadas a petróleo & gás:

Acúmulo de gás foi causa de explosão no México

As autoridades mexicanas disseram que um acúmulo de gás levou à explosão na semana passada, que matou 37 pessoas na sede da Petróleos Mexicanos. Esta é a explica ...
Irã será exportador de gasolina no próximo ano, diz Qasemi

O Irã planeja se tornar uma das maiores nações exportadoras de gasolina dentro de meses, apesar das sanções contra o país, disse o ministro do Petróleo ...
Lucros da Exxon sobe nos EUA

A Exxon Mobil Corp, a maior empresa do mundo de energia em valor de mercado, disse que o lucro do quarto trimestre teve a maior alta dos últimos cinco anos ...
Características de matéria volátil

Matéria volátil é qualquer substância que tenha uma tendência para vaporizar dadas as condições adequadas. A volatilidade da substância é medida pela sua pressão de ...
Como é feito o armazenamento de GNL

Quando o GNL (Gás Natural Liquefeito) é recebido na maioria dos terminais, é transferido para os tanques de armazenamento isolados, que são construídos especificamente para segurar o GNL. Estes ...
Noções básicas sobre Gás Natural Liquefeito (GNL)

O Gás Natural Liquefeito, ou de GNL, é o gás natural em sua forma líquida. Quando o produto gasoso natural é resfriado a menos 259 graus Fahrenheit (ou -161 ...
Extração de óleo

Os trabalhadores da indústria de petróleo e gás, incluindo engenheiros e geólogos que encontrar petróleo bruto e gás natural, supervisores da obra que supervisionam ...

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás


Veja na Agenda de Feiras e Congressos
Veja na Agenda de Feiras e Congressos

Google