A Alcan Inc., segunda maior produtora mundial de alumínio, disse que seus lucros dobraram e alcançaram um valor recorde no primeiro trimestre deste ano, superando as expectativas dos analistas, uma vez que o preço do metal disparou para seu maior patamar dos últimos 17 anos. O lucro líquido da Alcan subiu 108% para US$ 453 milhões, ou US$ 1,20 por ação, a partir dos US$ 218 milhões, ou US$ 0,58 por ação, do mesmo período do ano passado, informou a empresa, com sede em Montreal, no Canadá.

As vendas da Alcan aumentaram 7,2%, para US$ 5,55 bilhões, devido à elevação dos preços e dos volumes comercializados do produto. O principal executivo da Alcan, Richard Evans, que assumiu o cargo depois da aposentadoria de Travis Engen, no mês passado, promoveu a elevação das vendas de alumínio e reajustou os preços em 19%, em média, no trimestre.

Evans disse que a demanda mundial pelo metal deve continuar a superar a produção das fundições.

Autor(es): Gazeta Mercantil

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia