A Mittal elevou o valor de sua oferta hostil pela Arcelor em 34%, para 25,8 bilhões (US$ 32,9 bilhões), conquistando o apoio dos acionistas para a maior tomada de controle da história da siderurgia. “Estamos, definitivamente, seduzidos por essa nova oferta”, disse François de Rambuteau, que administra US$ 2,3 bilhões em ativos na Cholet-Dupont Gestion de Paris, entre os quais ações da Arcelor.

Concretizada a compra, Lakshmi Mittal, controlará cerca de 10% do setor siderúrgico mundial, fatia mais do que três vezes maior que a dominada pelo concorrente mais próximo. Ontem, a Vale do Rio Doce, maior produtora mundial de minério de ferro, concluiu as negociações com Mittal para o reajuste de preço do minério de ferro relativo ao ano de 2006, com aumento de 19%.

Autor(es): Folha de São Paulo

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia