Estudos dos projetos de ferro e siderurgia da mineradora Rio Tinto Brasil em Corumbá, no Mato Grosso do Sul, estão sendo revistos devido à nacionalização do setor de petróleo e gás na Bolívia e agora devem ser finalizados apenas em meados de 2007, informou a empresa. A subsidiária integral da matriz britânica Rio Tinto planeja construir um complexo de ferro e aço perto da fronteira com a Bolívia, junto com uma ou mais siderúrgicas parceiras, com investimento de aproximadamente US$ 2 bilhões.(...)

Os estudos eram sobre o uso da tecnologia de fabricação de ferro Hismelt, de propriedade da Rio Tinto, a qual produziria pig iron (produto de alto-forno, que é ferro no estado natural) utilizando minério de ferro e carvão importado sem custo extra, conforme explicou o executivo. A Rio Tinto iniciou as pesquisas sobre o uso de carvão importado em 2005, quando surgiu a possibilidade de a Bolívia nacionalizar a indústria de gás natural, disse Rodrigues.

Expansão da produção

O projeto de Corumbá envolve a expansão da mina de ferro da Rio Tinto Brasil, a Mineração Corumbaense Reunida (MCR), passando de 2 milhões para 15 milhões de toneladas ao ano. Também inclui as instalações de Hismelt e uma siderúrgica para produzir 2 milhões de toneladas ao ano de placas para exportação, assim como um novo porto no rio Paraná e embarcações para transportar as placas. "O projeto foi apresentado a várias siderúrgicas", disse Rodrigues. Mas acrescentou que as restrições sobre investimentos de mineradoras estrangeiras em áreas fronteiriças eram um obstáculo.

Legislação

A legislação do Brasil restringe a mineração dentro do espaço de 150 quilômetros de uma fronteira nacional para empresas que sejam pelo menos 51% brasileiras.

Uma nova lei que propõe a abertura dessas terras à mineradoras de conglomerados estrangeiros foi aprovada recentemente pelo Ministério das Minas e Energia do País, disse Rodrigues. "No entanto, deve ser aprovada por outros ministérios antes de ser debatida no Congresso", completou o executivo da Rio Tinto.

Autor(es): Gazeta Mercantil

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás