A manutenção dos preços da gasolina e do diesel no mercado doméstico - independentemente das oscilações do barril no exterior - deve elevar a Petrobras à categoria de petroleira com o melhor resultado em 2009.

Enquanto as maiores petroleiras internacionais (Exxon, Chevron e Shell) amargaram no fechamento de 2009 queda de mais da metade do lucro recorde do ano anterior e companhias de menor porte (BG e BP) ficaram na casa dos 20% abaixo de 2008, a Petrobras pode ter um desempenho melhor, na opinião do diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), Adriano Pires.

“As companhias maiores são mais verticalizadas, possuem refinarias ou participam de alguma maneira de forma mais direta ao longo da cadeia produtiva. Com isso, perdem mais dinheiro porque têm uma diminuição do lucro dela nas vendas de derivados” disse Pires. Na sexta-feira da semana que vem, a Petrobras divulga o resultado financeiro do ano passado.

Petroleiras menores, mais concentradas na área de Exploração e Produção, tiveram uma redução menor do seu lucro, com a valorização do barril ao longo do ano. “A Petrobras reverte esse cenário, porque possui uma posição ímpar. Quando o preço do petróleo cai muito, aí é que ela ganha dinheiro vendendo gasolina”, comentou Adriano Pires.

Antes mesmo das análises feitas pelas instituições bancárias, que elaboram relatórios com previsão para o lucro da companhia, o CBIE aponta que em 2009 a Petrobras manteve o preço da gasolina 44% acima da média internacional. No caso do diesel, o valor foi 33% maior. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Autor(es): Agência Estado

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás