O emprego industrial subiu 0,3% no primeiro mês do ano, ante dezembro de 2009, com ajuste sazonal, segundo informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira. Em dezembro, o indicador havia caído 0,6% em relação ao mês imediatamente anterior.

Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a taxa continua negativa (-1,1%), mas ao menor ritmo de redução desde dezembro de 2008. Nos últimso 12 meses, o emprego no setor registra queda de 5,1%.

Os setores de madeira (-13,8%), vestuário (-4,3%) e meios de transporte (-4,0%) tiveram os maiores recuos na relação anual. Na mesma comparação, 13 dos 18 setores pesquisados tiveram queda do emprego. O ramo de papel e gráfica foi o destaque de alta, com 8,8%.

Por regiões, dez dos 14 locais pesquisados pelo IBGE apresentaram perdas do emprego. Minas Gerais foi um dos Estados que mais perdeu (-4,2%), ao lado da região Norte e Centro-Oeste (-3%).

Horas pagas
Após sete meses sem registrar queda, o número de horas pagas na indústria caiu 0,3% em janeiro, com ajuste sazonal ante dezembro. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, houve variação negativa de 0,2% - menor queda desde outubro de 2008.

No entanto, a folha de pagamento real cresceu 5,9% em relação a dezembro e 2,4% frente a igual período do ano anterior, interrompendo sequência de dez meses de perdas.

Autor(es): Redação Portal Terra

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia