SÃO PAULO - A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) concordou em manter inalterados seus níveis de produção, segundo delegados do cartel. Depois dessa definição, a reunião a portas fechadas prosseguiu com outros temas.

Ontem, o ministro saudita do Petróleo, Ali Naimi, tinha expressado que a organização não ia mexer em sua produção. Outros participantes da Opep também deram a mesma sinalização.

Muitos ministros do cartel concordaram, na véspera do encontro, que não deve ser feito nada que pode passar um "sinal errado" para os mercados e perturbar uma situação classificada por eles como "feliz".

"A sensação que temos é que há uma estabilidade razoável dos preços e, por isso, efetivamente, neste momento, consideramos que não é necessário fazer nenhuma modificação nas condições de produção", comentou o ministro de Recursos Naturais do Equador, Germánico Pinto, ao chegar ontem a Viena.

(Juliana Cardoso | Valor, com agências internacionais)

Autor(es): Valor Online

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás