A Vale enviou neste mês a seus clientes um documento comunicando a adoção de um novo sistema de preços em alternativa ao benchmark (contratos de longo prazo) e uma nova tabela de preço para o minério de ferro com alta de cerca de 100% que passará a vigorar a partir do segundo trimestre do ano, informou nesta terça-feira o jornal Valor Econômico.

De acordo com a reportagem, o preço do minério do tipo fino de Carajá, de maior teor de ferro, sobe para US$ 122,20 a t, um aumento de 114,38% acima do preço de referência de US$ 57 no ano passado, que ficará vigente entre abril e junho.

Já o novo sistema de preços seria o Iodex (IronOre Index), que passa a vigorar a partir de 1º de abril.

O Valor Econômico explica que teve acesso ao comunicado da Vale, no qual a mineradora explica que a nova tabela de preços foi elaborada tendo por base o preço de referência de US$ 125,90, a média da tonelada do minério no bimestre janeiro-fevereiro, calculada pela fórmula Índice Platts, que leva em consideração US$ 4,56 pelo teor de 62% de ferro do minério e frete de US$ 18,58 a t.

Autor(es): Valor Econômico

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia