A LLX Sudeste, um dos terminais portuários da LLX Logística S.A., empresa do grupo EBX, de Eike Batista, conseguiu a autorização da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) para desenvolver seu projeto em Itaguaí, na região metropolitana do Rio de Janeiro.

A diretoria da Antaq liberou a LLX Sudeste para construir e explorar um terminal portuário de uso privativo misto, dedicado à movimentação de minério de ferro próprio e de terceiros.

O projeto da LLX Sudeste prevê o início das operações no segundo semestre do próximo ano. O terminal vai começar a operar com capacidade de 50 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, mas existe a possibilidade de dobrar esse volume em uma segunda etapa, o que irá exigir investimentos adicionais.

Autor(es): A Tribuna

facebook      twitter      google+

Armazenagem & Logística
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Armazenagem & Logística