PAC 2 destinará R$ 5,1 bilhões para os portosA segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) destinará R$ 5,1 bilhões para 21 portos do País. O investimento integra os R$ 109 bilhões que estão previstos para o setor de transportes, sendo R$ 104,5 bilhões até 2014 e R$ 4,5 bilhões após 2014. O restante será liberado para rodovias, hidrovias, aeroportos e equipamentos para estradas vicinais.

No que se refere às rodovias, o programa prevê a construção de 7,9 mil quilômetros e a manutenção de 55 mil quilômetros. Para a área de aeroportos, são estimados investimentos de R$ 3 bilhões. O foco das obras aeroportuárias é adequar principalmente a infraestrutura dos aeroportos das cidades que vão receber os jogos da Copa do Mundo de 2014. Para as hidrovias, o PAC 2 reservou R$ 2,7 bilhões.

Além disso, o PAC 2 estima a realização de estudos de viabilidade para a futura construção de três novas linhas do trem bala: São Paulo - Curitiba (PR), Campinas (SP) - Triângulo Mineiro e Campinas (SP) - Belo Horizonte (MG).

O PAC 2 foi lançado na manhã desta segunda-feira, em Brasília (DF), pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pela ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. A extensão do Programa prevê um investimento total de R$ 1,59 trilhão.

Os focos de atuação do PAC 2 permanecem os mesmos – Logística, Energia e Social-Urbano -, mas para favorecer o acompanhamento e o controle social decidiu-se desdobrá-los em seis grupos: Cidade Melhor, Comunidade Cidadã, Minha Casa, Minha Vida, Água e Luz para Todos, Energia e Transportes.

BNDES

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, ressaltou esta manhã que a instituição participará do PAC 2, com financiamentos para os investimentos do setor privado mais voltados às concessões de projetos de infraestrutura. "Concessões de rodovias, hidrelétricas e portos. De infraestrutura em geral", resumiu Coutinho, ao chegar ao evento de lançamento do PAC, em Brasília.

Ele não soube dizer, no entanto, quanto será destinado pelo banco a esses projetos. "Esse número foi fechado na semana passada, mas não o tenho aqui de cabeça", disse a jornalistas. De acordo com Coutinho, os projetos do PAC mais voltados à área social também poderão contar com recursos do BNDES.

*Com informações da Agência Estado

Autor(es): A Tribuna

facebook      twitter      google+

Armazenagem & Logística
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Armazenagem & Logística