O presidente Luiz Inácio Lula da Silva destacou nesta segunda-feira (10), em seu programa semanal “Café com o Presidente”, o lançamento do primeiro navio petroleiro construído no país em 13 anos. Segundo Lula, o governo acertou ao enfrentar as críticas contra a produção de navios no país.

“Alguns diziam que, nesse mundo globalizado, o Brasil não deveria produzir navio aqui, que o Brasil deveria comprar da Coreia, da China, porque era mais barato. E nós defendíamos a idéia que era preciso comprar aqui para que a gente não perdesse a nossa tecnologia”, declarou o presidente.

Lula ressaltou que na década de 70 o Brasil era o segundo país em produção de navios. Depois, segundo Lula, a indústria foi “desmontada” , e no ano 2000, a indústria empregava apenas 1900 trabalhadores. Hoje há 45 mil pessoas no segmento.

“É muito importante o povo entender que se a gente constrói o navio, nós geramos empregos aqui. Consumimos aço que nós mesmos produzimos, portanto, geramos emprego na siderúrgica, geramos consumidores que vão fazer o comércio crescer, e a indústria crescer. Ademais, a gente economiza o dinheiro que a gente teria que pagar para navios estrangeiros transportarem as cargas que o Brasil quer vender lá fora”, defendeu.

Ainda, de acordo com o presidente, a ideia é que o país também exporte sondas, plataformas e navios.

Autor(es): G1

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia