Depois de dez anos, a indústria de chips deve voltar a registrar crescimento acima dos 30%. Projeções da consultoria iSuppli indicam que as vendas mundiais de semicondutores alcançarão US$ 300,3 bilhões neste ano, uma expansão de 30,6% em relação aos US$ 229,9 bilhões de 2009.

A última vez que o segmento havia registrado tal crescimento foi no ano 2000, quando atingiu 36,7%. O resultado também marca a retormada das vendas da indústria de chips, após dois anos consecutivos de queda, em 2008 e 2009. A receita prevista para este ano, se confirmada, significará a maior de todos os tempos, superando os US$ 274 bilhões registrados em 2007.

O vice-presidente da iSuppli, Dale Ford, ressalta que o expressiva expansão desse segmento está relacionada também ao fraco desempenho do segmento em 2009, afetado duramente pela desaceleração econômica. Segundo ele, na comparação com 2008 a alta é mais moderada, de 15,4%.

Como os principais impulsionadores da indústria de chips, o analista cita a maior demanda por equipamentos eletrônicos de consumo, como PCs, celulares e TVs. Somente no primeiro trimestre, a receita da indústria de chips teve aumento de 1,1% na comparação com o quarto trimestre de 2009. De acordo com a iSuppli, esta é a primeira vez, desde 2004, que a indústria de semicondutores contabiliza aumento na comparação dos primeiros três meses de um ano com os três últimos meses do ano anterior.

Autor(es): TI Inside

facebook      twitter      google+

Tecnologia & Inovação
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Tecnologia & Inovação